Planner Literário Digital 2022

12 livros com livrarias e livreiros em suas histórias

Coraline e o mundo secreto: curiosidades e diferenças para o livro

Evidências de uma Traição ♥ Taylor Jenkins Reid

Resenha da novela Evidências de uma traição de Taylor Jenkins Reid, publicado em 2021 pela Editora Paralela.

As Evidências de uma Traição estão reunidas: cartas trocadas entre amantes e cartas trocadas entre os cônjuges dos amantes. Confuso? Mas não se engane, as cartas estão na mesa e a novela romântica de Taylor Jenkins Reid consegue passar problemas reais da vida de casais do fim da década de 1970 e criar uma trama cheia do bom e velho drama familiar.

Evidências de uma Traição (Evidence of the Affair)
Taylor Jenkins Reid
Tradução Alexandre Boide
Editora Paralela | 2021 | 101p.
Disponível em Amazon
“Você é a única pessoa que entende exatamente o que estou passando. E espero que se sinta assim também. Nós não estamos sozinhos. Pelo menos temos um ao outro. Não é o melhor prêmio de consolação, mas eu aceito, se você aceitar também.”

Sobre Taylor Jenkins Reid

Taylor Jenkins Reid nasceu em Acton, Massachusetts. É autora de Daisy Jones & The Six (2019), Os sete maridos de Evelyn Hugo (2019), Amor(es) verdadeiro(s) (2020), Depois do sim (2020), Malibu Renasce (2021), vencedor do Goodreads Choice Awards 2021, entre outros. Mora em Los Angeles com o marido, a filha e o cachorro.

Resenha da novela Evidências de uma traição de Taylor Jenkins Reid, publicado em 2021 pela Editora Paralela.

Sinopse de Evidências de uma Traição

Esta novela da autora best-seller Taylor Jenkins Reid explora a complexa natureza das relações humanas e as consequências imprevisíveis de uma traição.

Querido estranho…

Uma jovem desesperada no sul da Califórnia se senta para escrever uma carta para um homem que ela nunca conheceu — uma escolha que mudará sua vida para sempre.

Meu coração te pertence, David. Mesmo sabendo que eu não te conheço…

Pouco a pouco, a correspondência entre Carrie Allsop e David Mayer revela os detalhes de um caso devastador entre seus cônjuges. Ao longo das cartas, eles confessam seus medos e compartilham sentimentos escondidos no fundo de suas almas, tentando decidir como seguir em frente.

Contada inteiramente por meio de cartas, Evidências de uma traição é uma história de decepções, mágoas e segredos, mas também de perdão e recomeços, e de como, no caso de algumas pessoas, a dor pode libertar.

Evidências de uma traição

Imagine que, um belo dia você receba uma carta de uma desconhecida, informando que, infelizmente, seu cônjuge está tendo um caso com o cônjuge dela. O que você faria? Iria confrontar seu paceiro? Se desesperar? Achar que não passa de uma piada de mau gosto?

Essa é a premissa de Evidências de uma traição, novela de Taylor Jenkins Reid publicada em 2018 e agora no Brasil pela Editora Paralela, e que é uma verdadeira hype dos últimos anos. Reid acaba de levar, inclusive, mais uma premiação para casa com Malibu Renasce, escolhido pela votação do público como melhor livro de ficção histórica de 2021 no Goodreads Choice Awards. Ela ainda é bem conhecida pelos romances Os sete maridos de Evelyn Hugo e Daisy Jones & The Six, ambos com direitos vendidos para adaptações e este último, já em processo de filmagens.

Mas, ainda que ouvir o nome Taylor Jenkins Reid seja já imaginar um sucesso por vir, esta leitora que vos escreve ainda não havia lido nada da autora, ainda que quase todos os livros já lançados estejam, de fato, na minha biblioteca particular, seja física ou virtual. E, ao passar uma manhã “enclausurada” no salão de beleza, resolvi pegar a novela de Jenkins Reid para ler e foi daquele jeito que só posso descrever como li numa sentada.

“Eu sinto o tempo todo que minha vida passou sem que eu me desse conta.”
Resenha da novela Evidências de uma traição de Taylor Jenkins Reid, publicado em 2021 pela Editora Paralela.

Uma das coisas mais interessantes de Evidências de uma traição é o formato epistolar que a autora adotou. As cartas que são trocadas entre Carrie e David, inicialmente dois desconhecidos, mas envolvidos ao acaso pelo mesmo fio de drama, nos levam a conhecer os personagens. Sobretudo, a entender suas vidas e a vida de seus cônjuges.

Num primeiro olhar, dá para imaginar muita coisa e deduzir outras mas, então, eis que entra a verdadeira proeza narrativa e criativa de Jenkins Reid. Levando-nos de volta ao fim da década de 1970, ela resgata muito além do instituto chamado casamento. O que ela traz é uma trama envolvente, cheia de nuances e repleta de temas que nos fazem nos colocar, na verdade, no lugar de cada um dos personagens que são apresentados.

E, mesmo quando se imagina que a distância temporal da história possa trazer certa diferença aos tempos atuais, o que realmente se destaca são as semelhanças, como o papel da mulher no casamento, sua figura como objeto reprodutivo no casamento e na sociedade, assim como independência e o trabalho invisível que elas realizam no lar e nos cuidados familiares. O papel de mãe, de esposa, de figura que precisa dar conta de tudo, de todos e de si. Ao mesmo tempo, mostra o quanto não conseguir realizar algumas das condições pré-concebidas como sua responsabilidade e obrigação, em termos sociais e culturais, é quase como que uma ordem fulminante. A palavra incompetente só começa a abordar a questão.

“Meu mundo é em preto e branco, e você é multicolorida.”

Além de explorar esses pontos, a história vai nos falar sobre a complexidade do casamento, a complexidade das pessoas envolvidas nesse laço contratual. O quão difícil é, dentro dele, se manter fiel a você mesmo. E, além disso, respeitar quem o outro é e quem o outro se torna ao longo do tempo. E, como o nome já indica, o tema principal que dá início a tudo é a traição, que exala pelos poros da história, perpetuando as ações e desdobramentos da vida dos personagens a todo instante. Dentro disso, outro ponto forte, envolvendo tanto a maternidade e paternidade e suas respectivas disparidades de responsabilidade, é o peso e medida que os filhos podem ter quando o assunto é determinar o futuro de uma relação.

Aliás, a história não foi feita para julgar santos e pecadores, certo e errado. Evidências de uma traição é, na verdade, uma grande ponto de interrogação para perguntar: o que você faria? E, ao mesmo tempo, nos dar uma verdadeira aula de empatia para com todos os envolvidos na trama. Alguns mais, outros, nem tanto, é claro. Mas a precisão da construção da trama nos permite ler o que está nas entrelinhas. Nos espaços de tempo entre uma e outra carta, entre um e outro encontro, entre uma e outra pessoa.

Uma leitura incrível para adentrar no reino Jenkins Reid, Evidências de uma traição é o tipo de história curta que entrega tanto quanto um longo romance e rende debates para mais de uma xícara de café, porque, acima de tudo, é uma ficção que espelha a vida, em todos os seus lados, complexidades, laços e quebras.

“Minha vida pode não ser perfeita, mas pelo menos finalmente posso dizer que me pertence.”
Resenha da novela Evidências de uma traição de Taylor Jenkins Reid, publicado em 2021 pela Editora Paralela.

Aleatoriedades

O e-book de Evidências de uma traição foi recebido em parceria do Time de Leitores Companhia das Letras / Editora Paralela.

Dicas de leituras cheias de drama familiar (e uns casos extraconjugais também): Se não fosse você de Colleen Hoover | A Última Carta de Amor de Jojo Moyes.

Que a Força esteja com você!

xoxo

Retipatia

Comente este post!

Repense, renove, rediscuta...

  • Angela Cunha Gabriel

    Quando eu venho ao blog, já sei que vou encontrar o prato completo e é isso que me alimenta!!Amo dona Taylor e já li três livros dela e tem um no plástico ainda rs mas ano que vem eu leio, prometo.
    Dezembro e sua correria, nem estou me prendendo a metas, senão vou pirar.
    Eu matava primeiro e depois iria procurar as respostas rs(sou bem isso)
    Um novelinha curta, mas com um tema, alá TJ!!!
    Beijo
    Angela Cunha/O Vazio na flor

    responder
  • Henrique

    Oii, notei que você usa o kindle, mas tambem livros normais.
    Qual acha que compensa mais?

    responder
  • Carlos Alberto

    Muito obrigado pelo artigo! Estou pesquisando para decidir qual será minha próxima leitura. Acho a ideia desse livro ótima e seu artigo facilitou muito a escolha.

    responder