Vida e aventuras do Papai Noel ♥ L. Frank Baum

Retipatia
Resenha do livro Vida e Aventuras do Papai Noel de L. Frank Baum, autor de O Mágico de Oz, publicado pela Editora Wish em 2020.

Você conhece a história do Papai Noel? L. Frank Baum traz uma versão lendária e única em Vida e Aventuras do Papai Noel, que não apenas consolidou a figura do bom velhinho no imaginário popular como trouxe uma aura totalmente mágica e ecológica para sua história!

Vida e aventuras do Papai Noel
L. Frank Baum
Tradução de Camila Fernandes e Carol Chiovatto
2020 | 176 páginas
Editora Wish
“Todo homem tem uma missão, que é deixar o mundo, de algum modo, melhor do que o encontrou.”
Resenha do livro Vida e Aventuras do Papai Noel de L. Frank Baum, autor de O Mágico de Oz, publicado pela Editora Wish em 2020.
O livro

Em uma história mágica e com tom de lenda, como todas as obras de L. Frank Baum, acompanhamos a vida do Papai Noel desde sua infância em uma floresta fantástica, até sua velhice e seu importante trabalho. Uma leitura encantadora e ecológica do mesmo autor de O Mágico de Oz. Escrita originalmente em 1902. 

Inclui O Sequestro do Papai Noel, conto de 1904, o bom velhinho é capturado por cinco daemons e precisa passar por algumas provas. Uma possível inspiração para O Estranho Mundo de Jack, de Tim Burton.

Impresso em capa dura com miolo em papel pólen com tinta verde, o livro é uma experiência única de Natal. Acompanhe uma jornada de aventuras leves para uma leitura prazerosa e encantada. Inclui ilustrações da edição original (1902) e posfácio por Bruno Matangrano e Carol Chiovatto, pesquisadores de Baum no Brasil.

Resenha do livro Vida e Aventuras do Papai Noel de L. Frank Baum, autor de O Mágico de Oz, publicado pela Editora Wish em 2020.
Vida e Aventuras do Papai Noel: inédito no Brasil

Você conhece a origem do Papai Noel? E não falo da sua morada, que costumeiramente é associada ao Polo Norte, mas sim sobre quem ele realmente é, sobre a pessoa que foi até chegar na velhice e, especialmente, como ele se tornou o conhecido bom velhinho.

“Noel passou a achar que ele, de todas as pessoas da floresta, era o único sem par nem semelhante. Para ele, a floresta era o mundo. Não tinha ideia de que existiam milhões de criaturas humanas labutando e lutando. E vivia feliz e contente.”
Resenha do livro Vida e Aventuras do Papai Noel de L. Frank Baum, autor de O Mágico de Oz, publicado pela Editora Wish em 2020.

Talvez seja uma algo que a maior parte das pessoas nem chegou a imaginar, mas graças a L. Frank Baum (é, você leu certinho, o criador de Oz), é possível adentrar as páginas de uma história que trará exatamente isso. Aliás, não apenas graças a Baum, mas também graças a Editora Wish que trouxe pela primeira vez ao Brasil a versão impressa de Vida e Aventuras do Papai Noel.

A história da vida de Noel: juventude, idade adulta e velhice

Dividindo a história em três partes, iremos acompanhar a Juventude, Idade Adulta e Velhice do Papai Noel. Em parte lenda, em parte fábula, Baum nos transporta para a floresta de Burzee, onde tudo começou. Um pequeno bebê abandonado à margem da floresta e, então, algo inesperado: a adoção por uma das fadas imortais, guardiãs do mundo.

Resenha do livro Vida e Aventuras do Papai Noel de L. Frank Baum, autor de O Mágico de Oz, publicado pela Editora Wish em 2020.
“Enquanto são crianças, sim – concordou Ak. – A alegria delas é estar vivas, e não param para pensar. Com o passar dos anos, o destino da humanidade as domina, e elas acham que precisam lutar e se preocupar; trabalhar e temer para ganhar a riqueza que é tão cara aos corações dos homens.”

A história que irá se desbravar, acompanhando Noel desde sua acolhida pelos seres da floresta Burzee até sua velhice, é mais do que um simples relato da vida do bom velhinho. Baum consegue criar magia em cada parte da história e entrelaçá-la com toda a carga histórica que a figura do Papai Noel já possuía. Isso ainda desvinculado de preceitos religiosos, trazendo um pensamento ecológico, repleto de valores como bondade, caridade e amor ao próximo.

“Tudo perece, a não ser o próprio mundo e seus guardiões. Contudo, enquanto a vida durar, tudo na terra terá sua função. Os sábios procuram modos de serem úteis ao mundo, pois aqueles que são úteis viverão outra vez.”

Desbravando a floresta de Burzee, nos deparamos com um mortal, intocado pelas mazelas do mundo. Noel cresce em meio as fadas e seres da floresta e, como um deles, têm uma visão de mundo mais abrangente, diferenciada, respeitosa.

“Mas a lei diz que, embora o Mal, sem oposição, possa realizar atos terríveis, os poderes do Bem são invencíveis quando se opõem ao Mal.”

Com seu crescimento e desenvolvimento vem a descoberta sobre a sua própria raça e, com ela, ele aprende sobre o ciclo da vida e vê a mortalidade e a imortalidade coexistirem como parte do todo. É assim que seu apreço pelas criaturas indefesas chamadas de crianças aflora. Ele quer trazer o bem àquelas que, em sua pureza, não são responsáveis pelas mazelas do mundo, mas fazem parte desse ciclo cruel.

“Um ato de generosidade tem vida mais longa do que uma grande batalha, o decreto de um rei ou o ensaio de um erudito, já que se espalha, deixa sua marca em toda a natureza e perdura por muitas gerações.”

A partir daí a construção da figura do Papai Noel, para além do conceito do bom velhinho (que é também abordada), começa a se sedimentar. Ele passa a ser fazedor de brinquedos, responsável pela alegria das crianças e os debates que surgem vão para além da bondade das crianças, mas também status econômico e merecimento a partir disso.

A figura do Papai Noel de Baum e do mundo

A pureza de sentimentos expressa por Baum na história de Vida e Aventuras de Papai Noel é algo que remonta às lendas, fábulas e contos de fadas. Noel é mais do que um bom samaritano, é puro de coração. É algo que transcende sua própria existência, que é expresso através da simplicidade de um brinquedo talhado em madeira e nos seus esforços em conseguir levar alegria para qualquer criança que seja, em qualquer lugar que esteja. Aqui vale lembrar que sua visão é de que uma criança com um brinquedo tão belo jamais seria infeliz ou malcriada. Posso resumir em outros termos; uma criança quando se sente amada, é feliz.

“Também existem países quentes onde não neva no inverno, mas Noel e suas renas os visitavam, assim como os de clima mais frio, pois havia rodinhas dentro das lâminas do trenó, o que lhe permitia correr tão suavemente no solo nu quanto na neve. E as crianças que viviam nos países quentes aprenderam o nome do Papai Noel assim como as que moravam mais perto do Vale Risonho.”

A escrita de Baum e a tradução primorosa de Camila Fernandes trazem magia através das palavras. Não apenas ao nos fazer submergir pelas copas das árvores de Burzee, mas por nos levar no trenó junto às renas, por nos fazer ver as mãos ágeis de Noel talhando cada um dos brinquedos.

Os extras da edição de Vida e Aventuras do Papai Noel da Editora Wish

Como se a história de Noel não fosse mágica o suficiente e o livro feito à altura da obra, existem ainda dois extras na edição: o conto O Sequestro do Papai Noel (com tradução de Carol Chiovatto) e o Posfácio Para Além do Estranho Mundo de Oz: o sonho de Baum antes do Natal, por Bruno Anselmi Matangrano e Carol Chiovatto.

Resenha do livro Vida e Aventuras do Papai Noel de L. Frank Baum, autor de O Mágico de Oz, publicado pela Editora Wish em 2020.
“No mundo inteiro não há nada mais lindo do que uma criança feliz – diz o bom e velho Papai Noel.”

Uma curiosidade interessante sobre o conto O Sequestro do Papai Noel é que seu enredo é apontado como fonte de inspiração para a obra de Tim Burton: The Nightmare Before Christmas (O Estranho Mundo de Jack). Qualquer um que conheça as duas histórias fará a associação e posso dizer que vale a pena conferir ambos.

Resenha do livro Vida e Aventuras do Papai Noel de L. Frank Baum, autor de O Mágico de Oz, publicado pela Editora Wish em 2020.
“Embora classificados pelo próprio autor como ‘contos de fadas modernizados’, a crítica especializada logo entendeu que seu mundo era uma utopia, com todas as convenções desse gênero, e, mais do que isso, os textos acabaram se revelando os precursores da fantasia, um dos gêneros de maior impacto na contemporaneidade.” Posfácio

No Posfácio do livro ainda encontramos um texto rico que explora a obra de Baum como um todo, lembrando a importância e referência do mundo Oz, que criou vários precursores da fantasia atual (inclusive destacando a escassez de publicação de sua obra completa no Brasil), até chegar em Vida e Aventuras do Papai Noel. Nisso, nos lembra a figura de São Nicolau, que já foi condensado à imagem do Papai Noel, em mistura de crenças do cristianismo à data do Natal, já marcada por religiões protestantes antes disso.

“Baum é o primeiro a sistematizar não um ou dois elementos da tradição oral, mas uma gama deles. Seu livro não se restringe a uma biografia de Noel, e sim procura explicar sua imortalidade, apesar de sua velhice, sua relação com as criaturas feéricas, seu amor pelas crianças, sua dedicação por fazê-las felizes.” Posfácio

Se você acredita (ou não) no Papai Noel, pode apostar que essa leitura é para você. Em Vida e Aventuras do Papai Noel, Baum explora muito além da figura mítica do bom velhinho, usando de sua narrativa envolvente, traz uma história aconchegante, cheia de valiosas lições sobre ser humano, com sábios conselhos sobre a vida e a mortalidade. Uma leitura para ser revisitada, ao menos, a cada Natal. O espírito natalino surgirá mesmo naqueles que o coração se assemelha muito ao de um outro velhinho, mais conhecido como Scrooge.

Aleatoriedades

O livro Vida e Aventuras do Papai Noel foi recebido em parceria com a Editora Wish e está disponível na Loja da Editora e você pode usar meu cupom RETIPATIA5 para ter desconto na sua compra! É só clicar aqui para acessar o site!

Para quem gosta de leituras em clima de Natal, duas recomendações: O Presente do Meu Grande Amor, uma antologia de Stephanie Perkins e meu conto de Natal que estreou na Amazon esse dezembro: Bem-vindo ao Clã Nicolau!

Que o espírito do Natal esteja com vocês!

xoxo

Retipatia

Repense, renove, rediscuta...

%d blogueiros gostam disto: