Persuasão ♥ Jane Austen

Em 29.01.2017   Arquivado em Resenhas

Bom dia, tarde e noite folks!

Quase finalizando as resenhas pendentes do ano passado, hoje é dia de falar de um clássico do romance de época. E, adianto, Jane Austen conseguiu me cativar de tamanha maneira que me pergunto, por quê cargas d’água, nunca li nada dela antes.

Para quem não sabe, Jane Austen foi uma escritora inglesa, que viveu de 1775 a 1817, tendo produzido obras que são celebradas até hoje, como Orgulho e Preconceito, Persuasão e Razão e Sensibilidade. Já foi considerada por alguns como uma escritora conservadora, mas hoje em dia já se reconhece a grande perspicácia de suas obras e os questionamentos presentes, em especial no que diz respeito ao papel da mulher na sociedade.

Título: Persuasão  (edição com três obras da autora, incluindo também Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade).

Autora: Jane Austen

Editora: Martin Claret

Contracapa: O fascínio que os escritos de Jane Austen exercem, mais do que se manter, torna-se maior no curso do tempo. A obra desta aclamada escritora tem sido constantemente adaptada para o teatro, o cinema e a televisão. Nos meios acadêmicos, tem gerado abundantes e fecundos estudos de sua dimensão estética, sociológica e histórica. Em vários países, inclusive no Brasil, são-lhe dedicados ativos e entusiasmados fã-clubes; e, na web, há um número assombroso de páginas que remetem a Jane Austen. Esta edição especial reúne Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito e Persuasão – três dos mais apreciados romances desta que é uma das mais lidas e amadas autoras inglesas em todo o mundo.

Em Persuasão, somos apresentados a família de Sir Walter Elliot, que vive com suas duas filhas solteiras em Kellynch Hall – condado de Somerset -, Elizabeth e Anne.

Contudo, a vasta propriedade de Kellynch Hall precisa ser alugada, já que os exacerbados gastos de Sir Elliot e da filha Elizabeth restaram por endividá-los. Anne, a mais contida, nos gastos e nos modos, vê-se obrigada a mudar-se com o pai e a irmã para Bath.

Antes da mudança, Anne tem a oportunidade de viajar, para passar um tempo com sua irmã Marie, agora, Sra. Charles Musgrove, que reside em Uppercross Hall.

E o destino segue para reviver o passado de Anne, ao fazê-la encontrar-se com seu ex-noivo, capitão Wentworth, já que este é aparentado aos inquilinos de Kellynch Hall, o Sr. e a Sra. Croft, a propriedade de seu pai que fora alugada.

O capitão é um homem agradável e de vários encantos e, por tal razão, acaba por despertar a atenção das irmãs de Charles Musgrove, Henrietta e Louise, esta última, por sua vez, conquistando a atenção do capitão.

Aos poucos, vão se revelando trechos do passado e o principal motivador do desenlace entre Anne e Wentworth: a opinião da fiel amiga de Anne, Lady Russel, a quem não simpatizou de imediato com o capitão e acabou por convencer Anne de que o casamento não era uma boa opção.

Durante um passeio, Louise se acidenta e, permanecendo em Bath, acaba se aproximando do de um dos amigos de Wentworth, o capitão Benwick, com o qual fica noiva, deixando o amor de Anne desimpedido mais uma vez e, daí nasce a chance para o acerto entre o casal principal da trama.

Persuasão é um livro maravilhoso. Não tem a exata sintonia que vi em Orgulho em Preconceito, onde temos personagens mais extremos (e gosto muito dessa vivacidade), mas tem, por sua vez, uma calma e leveza que encanta no modo de contar a história.

No início do livro devo dizer que achei um pouco desinteressante, talvez porque foca um pouco no pai de Anne, Sir Walter Elliot e, convenhamos, ele é um homem superficial e frívolo, difícil de se digerir. Mas, a trama, quando passou a focar-se mais em Anne, tomou minha atenção de um modo super delicado, que me fez gostar da protagonista, ainda que ela seja um tanto quanto dependente demais das opiniões alheias (claro, o livro não se chama persuasão à toa).

E, devo dizer, eu não esperava um final satisfatoriamente feliz para Persuasão. A trama se desenrola de uma maneira que pensava impossível ficar satisfeita com o destino de Anne e, isso, Jane Austen desenvolveu tão bem que se tornou, ao mesmo tempo, esperadamente inesperado.

Persuasão, é, de um modo inesperado, uma obra que eu posso chamar de sublime. Todo o enredo é desenvolvido com uma sensatez e sutileza que mostram uma profundidade dos personagens e da própria história em si.

Esta foi a segunda obra de Jane Austen que li, a outra foi Orgulho e Preconceito e, apesar desta última ser minha queridinha (talvez Lizzie e Mr. Darcy tenham culpa neste aspecto), achei Persuasão de uma riqueza extrema, e, sem dúvidas, um excelente livro e leitura. Resumidamente, é um clássico, oras! rs

Na Reclassificação de Livros, Persuasão é ‘leio assim que puder me sentar no ônibus’.

Que a Força esteja com vocês!

xoxo

Ouvindo: assistindo a 7ª temporada de Gilmore Girls (finalmente acabando!!! ahahaha)

  • Leatrice Cristine da Silva Barros

    Em 29.01.2017

    Oiie!

    Adorei a resenha! Tenho muita vontade de ler Jane Austen. Até comecei a ler Orgulho e Preconceito, mas fiquei tão confusa que não consegui ir adiante. Não conseguia gravar quem era quem, o que me atrapalhou demais.

    Dei um tempinho e assim que estiver mais calma com as leituras, pretendo voltar a lê-lo.

    Beijos

  • Luly

    Em 29.01.2017

    Eu só li Orgulho e Preconceito da Jane Austen, mas minha irmã tem essa edição que são os três mais conhecidos dela e preciso ler os outros dois um dia (e Emma, que tenho em inglês)! Eu adoro a escrita dela, acho que de certa forma as personagens são até “revolucionárias” se você pensar que ela escrevia sobre uma época vivendo na própria época… Também adoro isso de ela sempre colocar irmãs nos livros, que mostra a ligação que tinha com a irmã dela mesmo… Quero muito ler esse também!

  • carla

    Em 29.01.2017

    amo esse livro, é um dos meus preferidos da autora <3
    amei o blog tao fofo
    http://dose-of-poetry.blogspot.com.br/

  • Isabelle Felicio

    Em 29.01.2017

    Quero ler esse livro, queria colocar uns clássicos na minha lista, mas tenho medo de achar desinteressante, como você sentiu no começo. Mas acho que vou tentar assim mesmo. Amei sua resenha *-*

  • liz

    Em 29.01.2017

    nossa, que resenha maravilhosa! eu ainda nao li mt da Jane mas amo muito e esse é um dos que está no topo da minha wishlist! ameei as fotos do post!

  • No Mundo da Lua Blog (@nomundodaluablg)

    Em 29.01.2017

    Oiii! Fazia um tempinho que não entrava aqui e adorei o layout novo, parabéns, ficou lindo *-*
    Amei a sua resenha! Ainda não li nada da Jane Austen, mas já comprei orgulho e preconceito e estou para começar ele. Que bom saber que ele é tão bom, e já fiquei bem interessada em ler esse também!
    Beijos

  • Clara Fagundes

    Em 29.01.2017

    Eu AMO Jane Austen. Já li todos os livros e me apaixono sempre mais. Gosto bastante de Persuasão, mas o meu preferido ainda é Razão e Sensibilidade, não adianta. <3

  • Luana Souza

    Em 29.01.2017

    Você vai me julgar, mas ,a té hoje, eu não li nenhuma obra da Jane Austen. Apesar de gostar muito de vários livros clássico, ainda não encontrei muita paciência para ler os livros dela… e olha que não é nem porque são romances de época, porque eu costumo ler livros assim. Vou tentar mudar isso esse ano, mas quero começar por Orgulho e Preconceito <3

    Ah, adorei a resenha, Re! :*

  • Muryel Oliveira

    Em 29.01.2017

    Adorei o exemplar! Eu li Orgulho e preconceito no ensino médio e eu juro, detestava o Mr. Darcy! Achava ele um capricorniano muito chato, gente! E a Liz? Parece uma virginiana ou leonina (a mais muito prudente) que lutava ferozmente contra a “mafia do casamento”, mas no final eu acabei gostando muito. Assisti Razão e sensibilidade, mas não li. Recomendo a série da BBC com 3 episódios, é ótima! Foi meio difícil de achar todos os episódios para download mas foi! Talvez eu lembre onde coloquei e disponibilize! Assisti mais dois filmes dos livros da Jane na netflix, não gostei muito de Emma, mas adorei Mansfield Park, que estava como “Palácio das Ilusões” e eu demorei para reconhecer a história como sendo de Austen. Bem, é isso! Adorei seu blog, as cores são bem agradáveis e não cansam os olhos (papo de quem é viciado em edição). Abraços!

  • Victória Villaça Felet

    Em 29.01.2017

    Sou apaixonada por escritoras como Jane Austen, Emily Brontë e similares! “Orgulho e preconceito” é uma das minhas obras favoritas de todos os tempos, apesar de concordar com a Muryel e achar o Mr. Darcy um tanto quanto palerma. HAHAHA

    Não cheguei a ler “Razão e sensibilidade” ou “Persuasão”, mas estou muito tentada a investir um tempo extra nisso. Como você deve saber, estou com um cronograma razoável de 12 livros até o fim do ano, mas, quem sabe, aperto um pouco e enfio mais alguns aí no meio! hahaha

    Amei a sua resenha, gosto muito do jeito que você escreve. Poderia passar horas por aqui, viajando entre os posts.

    Com carinho,
    Attraversiamo

  • Joyce Souza

    Em 29.01.2017

    Eu ainda não li nada da Jane Austen, mas suas obras sempre chamaram a minha atenção. Fico com receio de ler e ser uma leitura difícil e maçante, mas um dia vou criar coragem e ler pelo menos Orgulho e Preconceito, já que é um dos meus filmes favoritos. Sua resenha ficou maravilhosa, impecável.

    Beijo,
    http://subscrevendome.blogspot.com

%d blogueiros gostam disto: