Dom Casmurro e os Discos Voadores ♥ Machado de Assis e Lúcio Manfredi

Em 10.02.2017   Arquivado em Resenhas

Bom dia, tarde e noite folks!

O post que era da quinta acabou virando da sexta. O blog estava com umas intermitências na hospedagem e estava impossível abrir e fazer qualquer coisa nele. Então, hoje, back to work e bora falar da leitura finalizada na madrugada de quinta, porque eu adoro terminar leituras nas madrugadas da vida…

Título: Dom Casmurro e os Discos Voadores

Autores: Machado de Assis e Lúcio Manfredi

Editora: Lua de Papel (LeYa)

Sinopse: A famosa personagem clássica Capitu, de Machado de Assis, tinha como principal característica os dissimulados olhos de ressaca. Nesta versão de “Dom Casmurro” escrita por Lúcio Manfredi, o mistério por trás dos olhos de Capitu vai além, está diretamente ligado ao mar. A trama romântica agora sofre a interferência de seres alienígenas e androides, disfarçados sob os personagens originais de Machado. Cabe ao leitor, identificar quem é quem. Bentinho não está apenas envolvido no triângulo amoroso, mas numa disputa de forças intergaláticas. Um combate entre as evoluídas civilizações reptiliana e aquática, que habitam o planeta Terra há milhões de anos. Como no livro original, o ciúme de Bentinho continua presente. Só que agora existe mais um motivo para sua desconfiança: a ligação entre a amada Capitu e seu melhor amigo Escobar não é mesmo deste mundo.

(mais…)

TAG 8 Coisas

Em 07.02.2017   Arquivado em Projetos

Bom dia, tarde e noite folks!

Já faz um tempo desde que não participo de nenhuma TAG, acho que desde de o BEDA, ou seja, desde agosto do ano passado. Assim, a indicação da Nana do Fala Tef veio muito a calhar.

Nesta TAG, é preciso listar 8 coisas de várias categorias e, alguns eu queria colocar bem mais coisas e, em outros, foi difícil conseguir 8…

Cinderalla ♥ Junko Mizuno

Em 05.02.2017   Arquivado em Resenhas

Bom dia, tarde e noite folks!

A resenha desse delicioso domingo chuvoso é um pouco diferente, já que é o primeiro manga que vou mostrar aqui no blog. Não sou uma grande leitora de mangas e, por isso, a escassez. Contudo, ganhei Cinderalla de uma amiga (que sabe que amo Cinderella) e, no ano passado, finalmente li. E, por ser pequenino, foi ‘numa sentada só’, por assim dizer.

Cinderalla, da Junko Mizuno é impróprio para menores de 16 anos!

Título: Cinderalla

Autora: Junko Mizuno

Editora Conrad

Sinopse: Cinderella, mistura de terror cult e conto de fadas, foi o primeiro grande sucesso de Junko Mizuno, lhe dando projeção internacional. Aqui, a conhecida história da garota órfã explorada por uma madrasta perversa ganha contornos completamente inesperados, incluindo zumbis, partes do corpo deixadas pelo caminho e mortes nada trágicas. Tudo isso no estilo marcante e nas cores vibrantes que fizeram de Junko Mizuno uma autêntica estrela pop japonesa (orelha do livro). (mais…)

Pepita ♥ Mar Junior

Em 02.02.2017   Arquivado em Resenhas

Bom dia, tarde e noite folks!

A resenha de hoje é do livro Pepita ‘Passei a minha infância e adolescência sendo perseguida, sofrendo bullyng’, uma parceria aqui do blog com o autor do livro, Mar’Junior.

Aproveito para agradecer ao autor pela confiança e oportunidade de ler o livro em primeira mão e poder compartilhar um pouco sobre a obra aqui no Retipatia.

Sobre o Autor

Mar’Junior é autor, diretor e produtor do espetáculo ‘BULLYING’, que está em cartaz há 14 temporadas com mais de 500 mil espectadores. ‘Pepita – Passei a minha infância e adolescência sendo perseguida, sofrendo bullying’ foi escrita em agosto de 2015, sendo uma adaptação do seu espetáculo teatral ‘PEPITA’ e inspirado em uma de suas alunas de teatro. O intuito sempre fora tratar o tema com maior profundidade e, a ideia é que este volume seja o primeiro livro de uma trilogia, buscando atender ao público jovem e trazer uma mensagem para melhoria das relações interpessoais. (Fonte/Conheça mais aqui). (mais…)

Conto ♥ Call It Magic

Em 31.01.2017   Arquivado em Contos & Crônicas

Leia ouvindo: Call It Magic – Coldplay

Um suspiro ruidoso, difícil, forçado. Foi o último, de toda forma. Minha memória auditiva nunca funcionou tão bem. Mas este não é o tipo de som que se esquece. É do tipo que fica gravado, desejando ou não.
– Está pronta? – O som da voz de Clara me desperta.
Balanço a cabeça em positivo, mas respondo mesmo assim.
– Sim, estou pronta.
Saímos de casa e o vento está abafado do lado de fora, dentro do sedã está, literalmente, um forno.
Ligo o ar condicionado e deixo as janelas abertas até o ar abafado se dispersar. Assim que o ar melhora, subo as janelas. Clara liga o rádio, mas aperto o botão para desligar logo em seguida.
Ela suspira contrariada e começa a mexer em seu Smartphone. Adolescentes são assim, suponho. Não lembro particularmente de como eu era, ainda mais porque, na minha época, não existiam tantos aparelhos eletrônicos. Não que isso justifique qualquer coisa.
O caminho é ensolarado e dirijo por quatro horas seguidas, parando já quase na hora do almoço. O ar está ainda mais abafado aqui.
Nos sentamos no restaurante de beira de estrada e um rapaz que deve ter a idade de Clara nos entrega os cardápios com a expressão mau humorada.
Ela escolhe batatas e um sanduíche e eu peço o mesmo. Não estou com fome realmente, não tenho fome há muito tempo.
– O que eles fazem, de especial? – Ela pergunta.
– Quem? – Às vezes não sei se ela está falando comigo ou com seu telefone.
– O circo, ou seja lá o que for que estamos indo ver.
– Não é um circo, é um parque. – Corrijo.
– E o que têm de especial nele? Pesquisei e não vi nada legal, nem um pouco próximo do Cirque du Soleil.
Mimada.
– Não, não tem. Não é um circo, Clara.
– Mas você disse que era mágico. Você usou exatamente esta palavra.

(mais…)

Página 24 de 38«1 ...202122232425262728... 38Próximo