8 Curiosidades sobre ACOTAR: para além do conto de fadas A Bela e a Fera

Retipatia

Você consegue listar 8 curiosidades sobre ACOTAR e o mundo criado por Sarah J. Maas para além do conto de fadas A Bela e a Fera? Não? Talvez? Então vem conferir!

ACOTAR ou A Court of Thorns and Roses, em português Corte de Espinhos e Rosas é o livro de fantasia da autora Sarah J. Maas, que dá nome também à série, publicado no Brasil pela Galera Record.

No primeiro livro da série, os humanos conseguiram se libertar depois de séculos de escravidão do povo das fadas, agora coexistem com os seres místicos em uma trégua que dividiu as terras imortais das mortais. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera.

Mas, a medida que Feyre descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la… ou Tamlin e seu povo estarão condenados (sinopse).

Antes de tudo, as 8 curiosidades sobre ACOTAR presentes no post são relacionadas ao primeiro livro, Corte de Espinhos e Rosas (Resenha | Amazon). Mas atenção, o post pode conter spoilers para quem não leu o livro, ok!

8 Curiosidades Sobre ACOTAR
1. ACOTAR, MITOLOGIAS E CULTURAS

Em várias entrevistas e vídeos, Maas ressalta o quanto a mitologia e os contos de fadas dos mais diversos locais são fonte constante de inspiração. Assim, todas as suas histórias possuem influências de vários lugares, como as culturas nórdica, céltica, irlandesa, escocesa, inglesa e muito mais.

Além disso, ela demonstra o fascínio não apenas pelos contos de fadas, bem como pelo mundo das fadas. Assim, conseguiu presentear os leitores com o incrível e complexo mundo feérico que temos em ACOTAR. Ah e alguns dos principais contos de fadas favoritos da autora estão presentes nessa história e estão todos listados nos próximos tópicos.

2. ACOTAR e a releitura de A Bela e a Fera

Do mesmo modo que sinopse já indica, Corte de Espinhos e Rosas é quase uma releitura do conto de fadas A Bela e a Fera. Maas fala em um vídeo que é um dos seus contos favoritos. Além do enredo geral que já conhecemos, da garota que se torna prisioneira, mas que mesmo liberta, movida pelo seu amor, quer salvar a fera/homem (aqui feérico) pelo qual se apaixonou, Maas conseguiu colocar vários elementos de outras histórias e criar algo novo, cativante e único.

Extra: para os apreciadores de contos de fadas, é possível encontrar referências até mesmo de Cinderella em ACOTAR.

Aliás, para quem curte contos de fadas, o livro da foto é Contos de Fadas nas versões originais da Editora Wish. Além de incluir A Bela e a Fera e Cinderella, existem diversos contos populares e raros que merecem ser conhecidos! Resenha | Livro na Editora Wish com cupom RETIPATIA5

3. ACOTAR e o conto de fadas A Leste do Sol e Oeste da Lua

A Leste do Sol e Oeste da Lua não é um conto muito conhecido no Brasil, mas adianto que é uma história belíssima. Nele, temos uma figura humana que se transforma, algo muito presente na literatura nórdica e também presente em ACOTAR, com as transfigurações dos Grão-Senhores. Além disso, a relação de Feyre e Tamlin, segundo a autora, teve grande influência desse conto. O mesmo impacto está presente em Tam Lin, como mostro na próxima curiosidade!

A saber, o conto A Leste do Sol e Oeste da Lua está no livro Contos de Fadas Nórdicos da Editora Wish. O livro é de preciosidade sem igual! Resenha | Livro na Loja da Editora Wish com cupom RETIPATIA5

4. ACOTAR E Tam Lin

Segundo Maas, também mais impactante do que A Bela e a Fera em ACOTAR, foi o conto Tam Lin. Ele possui muitas variações e pode ser encontrado em forma de balada ou mesmo em prosa. A versão que está na foto é do livro Os Melhores Contos de Fadas Celtas da Editora Wish (Livro na Loja da Editora Wish com cupom RETIPATIA5)

“De algumas formas, A Leste do Sol e Oeste da Lua teve um impacto maior no livro (ACOTAR) do que A Bela e a Fera (que também é um conto de fadas popular), a estrutura geral da história de Feyre e Tamlin , com a mudança da história de amor para uma ação bem foda, a presença de uma rainha escura, malvada, tudo moldou e guiou a criação do livro. Eu com certeza me inspirei mais na rainha das fadas malignas e no relacionamento que ela possui com Tam Lin na criação de Amarantha, ainda que A Leste do Sol e Oeste da Lua, tanto quanto Tam Lin, apresentem mulheres cobiçando a amaldiçoando homens para depois enfrentar a heroína.” (Trecho em tradução livre de entrevista com Sarah J. Mass, disponível em BookPage)

5. ACOTAR E A MITOLOGIA CELTA: BELTANE

Por certo que não é apenas através do conto de fadas Tam Lin que a mitologia celta está presente em ACOTAR. Nesse primeiro volume acontece um ritual intitulado de Calanmai, o Grande Rito, que é a época de celebração da primavera e seu ritual é bem próximo dos ritos de Beltane, um festival celta que ainda é celebrado nos dias de hoje. É também um festival de celebração da fertilidade e do Deus Celta Belenos. A própria palavra Calanmai vem de Calan Mai, uma celebração que também ocorre no primeiro dia de maio, em que tradicionalmente são acesas fogueiras e que é conhecido como a noite dos espíritos, propícia para a divinação.

Curiosidade: no livro As Brumas de Avalon de Marion Zimmer Bradley, também ocorre a celebração de Beltane (no fim do primeiro volume, A Senhora da Magia), bem semelhante ao que vemos acontecer na Corte Primaveril durante a estadia de Feyre em Prythian. (As Brumas de Avalon na Amazon). Agora segue comigo que tem mais 3, das 8 curiosidades sobre ACOTAR!

6. A Relação de Maas com a Música

Como a própria autora relata, tudo começou com a música. Enquanto ela ouvia The Demon God (faixa da trilha sonora de Princesa Mononoke do Estúdio Ghibli), a cena que abre a história de Feyre da caçada e o encontro com o lobo feérico, veio à sua mente. Assim, ela logo precisava saber quem era aquela personagem e qual era a sua história.

7. ACOTAR e Kung Fu Panda?

Pode parecer uma relação inusitada, mas até mesmo a trilha sonora de Kung Fu Panda serviu de inspiração para a escrita de Maas, em especial a faixa The Bridge. Não apenas isso, a autora foi bem específica em seu relato, dizendo que os últimos um minuto e meio da música inspiraram toda a cena de Feyre no Labirinto de Amarantha.

8 ACOTAR e O Fantasma da Ópera?

Por último, mas não menos importante, quando a autora colocou o elemento de transfiguração de Tam Lin, com a possibilidade dele mudar de forma a seu bel prazer, ela tirou um dos detalhes bem característicos do conto de fadas A Bela e a Fera. Contudo, ela ainda queria manter a ideia de mistério para Feyre, de forma que ela não visse a verdadeira face de Tamlin. Por isso, a ideia de uma máscara, tal qual temos no Fantasma da Ópera, foi uma saída para manter essa perspectiva.

Nesse sentido, a autora diz que “queria que ainda houvesse um elemento dela (Feyre) não vendo sua verdadeira face (de Tamlin). Acho que eu deveria estar numa vibe de Fantasma da Ópera na época, então pensei, ‘as máscaras são realmente quentes e misteriosas’. E eu queria que as máscaras fossem como formas de animais para refletir seu espírito animal, como seu Patrono.* Com Tamlin, ele não tem um animal específico porque pode se transformarem qualquer animal. Obviamente, os servos têm suas máscaras de pássaros, e Lucien é uma raposa, astuto, esperto.” (Trecho em tradução livre de entrevista com Sarah J. Maas, disponível em Mugglenet)

* Sim, você não leu errado, ela comparou a representação das máscaras com a dos Patronos da saga Harry Potter! Não tem como gostar mais da Sarah, né?

Curtiu as 8 curiosidades sobre ACOTAR? É provável que você já conheça algumas, mas tentei explorar alguns elementos que me chamam a atenção nessa história e quem nem sempre vi referências comentadas internet afora.

Que o Caldeirão o abençoe!

xoxo

Retipatia

Fontes utilizadas no post: Wikipedia Calan Mai | BookPage | Wikipedia Beltane | Vídeo Sarah J. Maas | Mugglenet

2 thoughts on “8 Curiosidades sobre ACOTAR: para além do conto de fadas A Bela e a Fera

Repense, renove, rediscuta...

%d blogueiros gostam disto: