A Herdeira ♥ Janice Ghisleri

Em 09.12.2018   Arquivado em Resenhas

A Herdeira – Os Lobos de Ester

Janice Hisleri

Editora PL

“Nosso povo existe há séculos. Os mais velhos contavam que foi uma maldição lançada por um bruxo. Com o tempo foram crescendo e as alcateias foram se separando formando grupos isolados, mas não consideramos isso uma maldição. É um dom e nossos filhos já nascem com o dom de transformar-se.”

Sobre a Autora

Janice Ghisleri é catarinense, estilista e pós-graduada em Comunicação e Artes visuais. Sempre foi apaixonada por livro de romance e filmes. Por isso, a linha literária dos seus livros são os romances de época e fantasia. Além da série Os Lobos de Ester, seus outros livros publicados são Entre o Amor e a Fé e a saga Paixões no Oeste, com quatro livros. Três de seus livros foram finalistas no 4º Concurso Literário do Clube de Autores. Aventurando-se pelo cinema, desenvolveu dois roteiros para a produtora Stairs, O Vale dos Dinossauros com Silvio Toledo e O Mistério da Ilha Del Rei, além de contos e outros projetos de romances em andamento.

Sinopse

Eles eram milenares, míticos e poderosos, mas foram capturados e tratados como cobaias. Com a ajuda de um cientista foram libertados, e agora lutam para resgatar os últimos lobos e começar uma vida nova.

Noah era o alfa. Apesar de belo e feroz, carregava profundas cicatrizes em seu coração. Por isso, estar perto de Ester era a última coisa que ele podia enfrentar, mas seu beta, Erick, pensava o contrário.

Tudo estava indo bem para Ester. Ela tinha uma nova casa, além de uma clínica veterinária, e um admirador secreto que lhe enviava flores e presentes, até ela atender um chamado para ajudar um animal ferido. E assim, Ester entrou em um mundo paralelo, onde havia homens altos, fortes, sensuais e com olhos exóticos que jamais havia visto na vida.

Após o choque de descobrir a verdade sobre seu pai, Ester soube que não era uma herdeira normal quando o conteúdo do seu testamento foi revelado. Um deles era um companheiro, e isso teria uma consequência imensa para a sua vida. Porém, nem imagina o que acontecerá quando descobrirem sua verdadeira identidade.

Embarque nessa aventura e descubra qual o mistério que uniu a herdeira aos lobos.

A Herdeira – Os Lobos de Ester

Ester acaba de se ver na situação mais inusitada de sua vida como veterinária: ao atender um chamado para tratar de um animal, se depara com de um lobo. Não um lobo qualquer, um gigantesco, deitado em uma enorme cama de dossel.

As desventuras apenas começaram e Ester se vê num mundo repleto de shifters, homens e mulheres que se transformam em lobos. Como se tal surpresa não fosse o bastante para sua vida, revelações sobre o seu passado e seu pai são feitas e ela vê o mundo que conhecia desabar.

Além disso, ela tem que enfrentar a avassaladora paixão que Noah, o alfa do bando, lhe desperta. Sentimentos e sensações que seu corpo e alma jamais experimentaram e isso faz com que todas as descobertas e novidades fiquem ainda mais atribuladas. Ainda mais diante das escolhas que ela precisará fazer, entre o mundo em que vive e aquele que acaba de conhecer.

A história se desenvolve com foco no romance fugaz e intenso de Ester e Noah, que surge e cresce rapidamente, por motivos que envolvem tanto o segredo dos lobos quanto os que relacionam o de Ester e que são revelados ao longo da história.

A parte da fantasia e aventura do livro fica por conta dos lobos e dos desdobramentos que envolvem os costumes da matilha e os perigos que ocorrem em um mundo no qual estes seres poderosos precisam viver escondidos. Um único detalhe é que essa parte acaba sobrepujada em muitos momentos da história, já que temos vários momentos longos com descrições de conversas e relacionamentos amorosos entre o casal principal. Por exemplo, a parte que envolve a ação é sempre mais curta que as cenas descritivas de sexo (nesse ponto, o livro está descrito como erótico apenas na Amazon e consta 18+ na contracapa, mas sem especificação por qual tipo de conteúdo).

O romance acabou por sobrepujar várias coisas que poderiam ser mais exploradas na história e, de um modo geral, não foi um casal que conseguiu me conquistar. Principalmente porque Noah é só uma versão lobo dos homens que sofrem da “síndrome do CEO”: mandão, com um senso distorcido de proteção e que não apenas pisa na bola com a companheira, mas que a trata, em várias maneiras, como inferior à ele. E não falo de questões fisiológicas por ele ter força extra-humana, por ser um shifter. Uma cena do começo do livro, por exemplo, quando Ester o encontra pela primeira vez, não me desceu, refletindo na visão de toda a história. E ainda se soma o fato de que, apesar das promessas, o alfa persiste nos mesmos erros por todo o livro.

Mesmo com todo o desenvolvimento e o ganho de respeito e status que Ester conquista perante a matilha, ela ainda precisa da última palavra de Noah para fazer valer a sua. O que desconstrói a ideia de igualdade entre o casal. Assim como as omissões e erros do protagonista lobo são, em sua maioria, avindas de sentimentos egoístas e prepotentes,  ele julga o tempo inteiro o que é melhor para ele, o que é melhor para ela. E, ao mesmo tempo, vários segredos da história e enigmas que se colocam desde o princípio da trama, poderiam ter sido esclarecidos na primeira conversa entre os personagens. Muito drama desnecessário, que teria sido evitado se não fosse a necessidade latente de Noah em poupar Ester de coisas que ela não apenas precisava saber, como tinha direito para tanto.

Além disso, a ideia de herdeira, qual o título remete, perde-se nas linhas da história, apesar de, a princípio, ser tratado na trama como se fosse algo importante. Na verdade, não se estende à ideia de posse, mesmo que a personagem passe a assumir um posto de comando, não há poder herdado.

Outro ponto que chega a ficar cansativo na trama é a necessidade de formar quantos mais casais possíveis. Se aparece uma mulher, logo algum lobo há de se interessar, e a brecha para algum romance posterior, para vários personagens, já foi colocada. A maior parte das subtramas que surgem são exatamente neste contexto.

Sobre os lobos, há muitos pontos interessantes, e sempre um viés animalesco no relacionamento entre a matilha e dos indivíduos. Apesar disso, tanto a ideia de companheiros, que soa um tanto quanto a ideia de imprintg da saga Crepúsculo, não trazem muita novação e, à olhos nus, parecem, em muitos momentos, em nada mais que um amontoado de homens que são movidos por desejo sexual e que só veem as mulheres como meio à satisfazer seus desejos, salvo aquelas especialíssimas que serão suas companheiras (nada muito distante de alguns homens não lobos também…).

O livro tem bastante potencial, mas se perde em alguns detalhes que ofuscam o encanto ao longo do seu desenvolvimento. É um livro muito bem avaliado de modo geral e, talvez, as expectativas não tenham sido alcançadas porque alguns aspectos da história ruíram logo no começo e os segredos mantidos não sustentaram todo o mistério apresentado.

Aleatoriedades

  • O livro A Herdeira – Os Lobos de Ester foi recebido em parceria com a Editora PL, e agradeço pela confiança e oportunidade.
  • A edição do livro ficou muito legal, tanto a capa, como as ilustrações que acompanham o início dos capítulos remetem bem à história!
  • Para as fotos, quis pegar uma pouco da vibe de natureza que circunda a história, já que, o castelo em que vivem os lobos é rodeado por uma floresta magnífica. Achei que, ao menos, um fragmento de natureza poderia ser representado na história, e usei os ‘matinhos’ em cima da madeira. O Funko, que é o Jacob, de Crepúsculo, tá aí representando os lobinhos do livro… eheh Não tinha nenhum Funko de lobo pra usar… rsrsrs

“A Herdeira e os outros livros da série Os Lobos de Ester estão disponíveis no site da Editora PL!”

Que a Força esteja com vocês!

Ouvindo: Birdy – Shelter

%d blogueiros gostam disto: