Filmes & Séries Mundo Literário Um Livro, Um Filme

20 Adaptações de A Bela e a Fera: livro e filme

A Bela e a Fera: do conto de fadas original às adaptações

Claquete, rodando: confira uma lista com 20 adaptações de A Bela e a Fera na tevê e no cinema e uma dica de leitura para o quadro Um Livro, Um Filme aqui do blog!

Escrito em 1756 por Jeanne-Marie Leprince Beaumont, o conto é um dos mais populares até os dias atuais. Além disso, A Bela e a Fera já teve pelo menos 20 adaptações para o cinema e tevê.

É difícil imaginar alguém que não conheça sequer um pouco da história da Bela e da Fera, já que, além das inúmeras adaptações, temos a popular animação Disney de 1991.

O conto original tem alguns detalhes a mais, um pouco mais sombrio, mas de certo a história vai contar sobre um príncipe amaldiçoado por sua vaidade e transformado em Fera. Com algumas mudanças no seu núcleo familiar e motivos, Bela é uma jovem que faz jus ao nome e acaba se oferecendo para ficar no lugar de seu pai quando ele é preso pela Fera, por roubar uma rosa de seu jardim. A salvação da Fera depende do fato de que Bela se apaixone ou não por ele.

Inspiração Literária: Fisheye, uma releitura moderna de A Bela e a Fera

A inspiração literária que vou dar destaque hoje é sobre o livro Fisheye, da autora nacional Kamile Girão, publicado através de financiamento coletivo via Catarse em 2017. Um young adult (jovem adulto) que tem inspiração no conto A Bela e a Fera com um toque moderno e inspirador.

Na história, iremos conhecer a popular Ravena. Aquela garota linda que tem uma vida que aparentemente, todas as outras garotas gostariam de ter. O detalhe é que nem tudo é tão bonito quanto aparenta em sua vida pessoal e, além disso, Ravena é diagnosticada com retinose pigmentar. Uma doença que irá degenerar sua visão de pouco em pouco, até ela ficar cega. Nesse meio tempo, ela irá conhecer Daniel, um garoto que nos faz lembrar muito a Fera, em alguns aspectos. E juntos, irão aprender que ver a beleza do mundo e das pessoas não é algo que os olhos podem captar.

Uma leitura inspiradora e que fala muito sobre amor próprio e superação. Algumas lições que podemos ver também no conto A Bela e a Fera: a importância de se ver para além das aparências. Para ler mais sobre o livro, é só acessar a resenha: Fisheye de Kamile Girão.

20 Adaptações para o cinema e tevê de A Bela e a Fera

Com essa ideia em mente, em tantas versões e reinvenções do conto de fadas, consegui listar 20 adaptações de A Bela e a Fera! Eis agora a lista, em ordem de lançamento:

1946 A Bela e a Fera de Jean Cocteau

Em 1946 era lançada a primeira adaptação do conto de fadas A Bela e a Fera, que inclusive foi apresentada na primeira edição do Festival de Cannes. La Belle et la Bête, título original do filme franco-luxemburguês, tem direção de Jean Cocteau e estrelando Jean Marais e Josette Day. A ideia para o longa veio ao diretor e também roteirista Jean Cocteau após assistir uma adaptação teatral do conto de fadas.

Confira o trailler do filme de Jean Cocteau:

Encontrei o filme em um canal do YouTube também:

1952 A Flor Escarlate de Lev Atamanov

O russo Sergei Aksakov reescreveu o conto de fadas A Bela e a Fera, lançando sua versão chamada A Flor Escarlate em 1858. Ele é um dos responsáveis por disseminar a história na Rússia, que conhece mais a releitura de Aksakov do que propriamente o original de A Bela e a Fera. Uma animação foi lançada na década de 50, inspirado em A Flor Escarlate e recebeu o mesmo título, tendo direção de Lev Atamanov.

Para quem quiser conferir, encontrei o trailer no Filmow. E a animação no YouTube (sem legendas):

1962 A Bela e a Fera de Edward L. Cahn

Em 1962 o conto A Bela e a Fera ganha uma nova adaptação de Edward L. Cahn, estrelado por Joyce Taylor e Mark Damon. A adaptação é dos EUA e traz um diferencial, o estilo da Fera tem uma inspiração muito mais lupina do que o habitual, dando a ela uma aparência mais próxima de um lobisomem. Dá para notar o estilo adotado no desenho de divulgação e na cena a seguir:

1962 A Bela e a Fera de Edward L. Cahn
1962 A Bela e a Fera de Edward L. Cahn
1976 A Bela e a Fera de Fielder Cook

Era 1976 quando foi lançado o filme para televisão dirigido por Fielder Cook e escrito por Sherman Yellen, que foi produzido para pela Hallmark of Fame Productions e Palm Films. Os atores que interpretaram a Bela e a Fera no filme, George C. Scott e Trish Van Devere, eram casados à época. A Fera aqui tem um estilo diferente, que me lembrou bastante um focinho de porco.

Esse é o filme, dublado em francês (o original é em inglês):

1977 La Bella e La Bestia de Luigi Russo

Em 1977 um filme erótico* dividido em quatro partes (ou quatro curtas), foi lançado pelo diretor e roteirista italiano Luigi Russo. Cada um deles se passa em uma época e abordam uma parafilia. Os títulos são: La schiava; Zooerastia; La fustigazione; e Quarto episodio: La promessa.

* não se trata de um filme feito para excitar, mas sim o apelo erótico relacionado aos temas que são abordados.

A seguir, pôster e cena do filme:

1977 La Bella e La Bestia de Luigi Russo
1977 La Bella e La Bestia de Luigi Russo
1978 Panna a Netvor de Juraj Herz

O filme tcheco Panna a Netvor de 1978 é considerado um filme de fantasia e terror da Checoslováquia, e, inspirado no conto da Bela e a Fera, toma algumas liberdades para adaptar a a história (aqui vemos a Fera com a aparência mais próxima de uma ave). O trailer está disponível no Vimeo:

1984 Faerie Tale Theatre (1982|1987)

De 1982 a 1987, o Faerie Tale Theatre (Teatro dos Contos de Fadas), foi uma série de televisão criada pela atriz Shelley Duvall. Os episódios já foram exibidos no Brasil pela TV Cultura. Na terceira temporada da série, em 1984, um dos episódios é inspirado no conto A Bela e a Fera, sendo estrelada por Susan Sarandon e Anjelica Huston.

Confira o episódio:

1987 A Bela e a Fera de Eugene Marner

Em 1987 estreava a primeira versão live-action do diretor Eugene Marner para o conto de fadas A Bela e a Fera, com título homônimo. O longa é também um musical (com direito a louças cantantes, tal qual vemos na famosa animação da Disney de 1991) e foi estrelado por John Savage e Rebecca De Mornay, sob produção de The Cannon Group e Golan-Globus e trilha sonora de Lori McKelvey.

Cenas do live-action:

1987 A Bela e a Fera de Eugene Marner
1987 A Bela e a Fera de Eugene Marner
1987 A Bela e a Fera de Ron Koslow

Também em 1987, Ron Koslow trouxe a série A Bela e a Fera, inspirada no conto de fadas. A série esteve no ar de 1987 a 1990 e contava com Linda Hamilton como Catherine e Ron Perlman como Vincent, nos papéis principais.

Com três temporadas, a série originalmente transmitida pela CBS, trouxe uma pegada policial para o conto de fadas, com Linda Hamilton interpretando uma advogada que é encontrada no Central Park por Vincent, depois de ter sido sequestrada e espancada. Na Nova York utópica, em que existe um Mundo Superior (que Catherine faz parte) e um Mundo Inferior, em que as pessoas vivem nos túneis abaixo da cidade, e ao qual a besta, Vincent, faz parte. Com a decisão de Linda Hamilton em sair da série, sua personagem foi morta e, como esperado, os níveis de audiência da série despencaram, sendo essa temporada, também a última.

Algumas imagens da série:

1987 A Bela e a Fera de Ron Koslow
1987 A Bela e a Fera de Ron Koslow

Primeiro episódio da primeira temporada:

1991 A Bela e a Fera da Disney (3D em 2012)

Era 1991 quando foi lançada a animação da Disney de A Bela e a Fera e que logo se tornaria um de seus clássicos mais aclamados. O filme tem direção de Gary Trousdale e Kirk Wise e conta com algumas diferenças para o conto original, como Bela sendo filha única. A inspiração para o filme, além do conto de fadas, está no filme de 1946 de Jean Cocteau.

Sucesso de bilheteria, o longa foi originalmente pensado por Walt Disney como um não musical, tentando realizá-lo entre as décadas de 1930 e 1950. A mudança veio com o presidente da Walt Disney Studios, Jeffrey Katzenberg, que determinou que o longa deveria seguir o estilo de A Pequena Sereia, que foi sucesso em seu lançamento em 1989. Além de ganhar o Globo de Ouro de Melhor Filme, foi a primeira animação a ser indicada para o prêmio do Oscar de Melhor Filme.

A Bela e a Fera teve uma versão para o IMAX lançada em 2002, que contou com a versão estendida da música Human Again, adicionando cinco minutos a mais no longa. Ainda ganhou uma versão 3D que foi para os cinemas em 2012, sendo lançada também em DVD.

Trailer da animação Disney, que está disponível para compra no Google Play:

1995 Cante uma História com a Bela da Disney

De 1995 a 1999, a Disney lançou uma série no Disney Channel chamada Cante uma História com a Bela (Sing Me a Story with Belle). A série, criada por Patrick Davidson e Melissa Gould, mostrava Bela trabalhando em sua livraria e contando histórias clássicas da Disney para crianças. Bela era interpretada por Lynsey McLeod e, em sua livraria, existia também Lewis e Carrol, duas bookworms (em tradução literal, minhoca de livro, mas se refere também à ser um leitor ávido. No caso, elas também são minhocas na série). Há ainda um livro falante, chamado de Big Book (Grande Livro) e Harmony, the Cat (Harmony – significa harmonia, mas aqui é nome próprio. The cat = o gato).

Abaixo a abertura da série e algumas cenas:

1997 O Natal da Bela e a Fera da Disney

Lançado em 1997 direto em VHS, O Natal da Bela e a Fera ou A Bela e a Fera: O Natal Encantado (no original, Beauty and the Beast: The Enchanted Christmas) traz uma história que se passa depois dos acontecimentos de A Bela e a Fera, mas rememorando um dos Natais em que a Bela estava na mansão quando a Fera ainda era, a Fera (rsrs) e decidiu fazer uma festa natalina. O filme tem direção de Andrew Knight.

Assista um trechinho da animação:

1998 A Bela e a Fera: O Mundo Mágico da Bela da Disney

Já em 1998, a Disney traz mais uma história do mundo dA Bela e a Fera com O Mundo Mágico de Bela (Belle’s Magical World), lançado, como O Natal da Bela e a Fera, direto em VHS. A história também se passa dentro da história do primeiro título, antes de acontecer o desfecho final da luta com Gaston. O VHS contava inicialmente com três histórias, A Palavra Perfeita, A Asa Quebrada e A Loucura de Fifi. Em 2003 (2005 no Brasil), o relançamento trouxe também A Festa de madame Samovar (22 min extras ao original) e o título alterado no Brasil: A Bela e a Fera: O Mundo Mágico de Bela.

Encontrei cinco vídeos do canal oficial da Disney com trechos do desenho:

1999 Contos de amizade da Bela da Disney

Em 1999 (a Disney não cansada ainda da Bela e a Fera, ou de ganhar grana com A Bela e a Fera…), lançou uma animação pouco conhecida no Brasil, chamada Contos de Amizade da Bela (Belle’s Tales Of Friendship), que traz uma história bem parecida à série que foi ao ar de 1995 a 1999 no Disney Channel e que tinha a atriz Lynsey McLeod no papel de Bela. Na animação, dirigida por Jimbo Marshall, Bela tem uma livraria e, nela, conta histórias para crianças, acompanhada de seus amigos Madame Samovar, Zip, Horloge e Lumière.

2009 A Bela e a Fera de David Lister

No ano de 2009 David Lister trouxe uma nova roupagem para A Bela e a Fera em uma pegada dark. O filme australiano conta com Estella Warren como Bela e Victor Parascos como a Fera. A história aqui é um pouco diferente: ocorrem assassinatos brutais de aldeões e logo a culpa recai sobre a Fera. Bela acredita na inocência da Fera e, juntos, buscam o responsável pelos crimes para inocentá-lo.

O filme estreou no SyFy americano em 2010 como Beauty and the Beasts: Um conto sombrio. De maneira geral, o filme dividiu as críticas, sendo elogiado pelo estilo sangrento e exagerado ou, criticando a química dos atores e assemelhando a obra à uma ressaca de domingo. É do tipo que precisa assistir para formar opinião. Quem quiser, tem para alugar no Looke.

Confira o trailer e imagens do filme:

2011 A Fera de Daniel Barnz

Em 2011 o diretor Daniel Barnz traz uma versão juvenil e contemporânea do conto de fadas A Bela e a Fera com o filme A Fera, estrelado por Alex Pettyfer, como Kyle Kingston Hunter (Fera), Vanessa Hudgens como Linda Taylor (Bela) e Mary-Kate Olsen como Kendra Hilferty (a feiticeira que lança o feitiço na Fera).

Na história, Kyle era um jovem bem sucedido e cobiçado pelas garotas, mas ao tentar humilhar Kendra (claramente ele também era um boy lixo), ela lança uma maldição que o deixa com o rosto deformado. Ele passa a viver isolado recebendo aulas de um professor cego e com a companhia da empregada. Para quebrar o feitiço, o básico de sempre: uma garota precisa se apaixonar por ele. As esperanças surgem quando ele se aproxima de Lindy, uma colega de escola.

Confira o trailer:

2011 Once Upon a Time de Sherri Cooper e Jennifer Levin

O seriado Once Upon a Time estreou em 2011 e, em 2012, o episódio Skin Deep (em português, ficou Beleza Externa), traz sua versão da história de A Bela e a Fera. Aqui, o personagem da Fera é encarnado pela figura de Rumpelstiltskin, vivido por Robert Carlyle e Bela por Emilie de Ravin. Apesar desse episódio mostrar parte da história do casal, ambos estão presentes em todas as temporadas da série e é possível encontrar referências em mais de um episódio.

Confira um trechinho e cena do episódio:

2012 Bela e a Fera de Sherri Cooper & Jennifer Levin

Em 2012 veremos a Lana Lang de Smallville, digo, a atriz Kristin Kreuk encarnar a versão de Bela chamada Chaterine Chandler, em um seriado inspirado no dos anos 1987, estrelado por Linda Hamilton e Ron Perlman. No papel da Fera, aqui Vincent Keller, teremos Jay Ryan. A série conta com algumas diferenças para a de 1987, como o fato de que Chaterine é agora uma policial, e teve quatro temporadas, finalizadas em 2016.

Confira o trailer:

2014 La Belle et la Bête de Christophe Gans

Agora eia uma das adaptações mais belas de A Bela e a Fera (quiçá a mais bela)! O diretor Christophe Gans traz uma versão franco-alemã com elementos mais próximos do conto de fadas original de Jeanne-Marie Leprince de Beaumony. O elenco traz Léa Seydoux como Bela e Vincent Cassel como a Fera.

A fotografia do filme é lindíssima, e o figurino é de dar inveja em qualquer outra adaptação. Sem dúvidas é minha versão favorita e tem um tom mágico e sombrio que cai muito bem à história. Se não assistiu, eu recomendo muito!

O filme está disponível na Amazon Prime. Confira o trailer:

2017 A Bela e a Fera da Disney

Em 2017 a Disney deu sequência aos lançamentos de live-action das adaptações de seus clássicos, com A Bela e a Fera. A adaptação conta com alguns adicionais em relação ao filme de 1991, dando mais base para a história da Fera, em especial e trabalhando alguns detalhes que não são explorados no desenho, como a Bela como uma inventora, tal qual seu pai. Emma Watson encarnou a Bela e a Fera é Dan Stevens, que lembra bastante o personagem da animação.

O musical do diretor Bill Condon, dividiu algumas opiniões, mas tem seu mérito, é bonito e tem canções originais. O tom cômico, como no desenho, fica boa parte por conta de Gaston, especialmente na melhor cena de cantoria, segundo eu mesma, que é o solo de Gaston na taberna.

O longa está disponível na Amazon Prime! Confira o trailer:

Curtiram o post? Gostariam de uma lista de adaptações literárias inspiradas em A Bela e a Fera também? E sobre adaptações de outros contos de fadas?

Para quem gosta de contos de fadas, eu recomendo muito a edição de Contos de Fadas em suas versões originais da Editora Wish, dá para conferir sobre o livro clicando aqui!

Que a Força esteja com vocês!

xoxo

Retipatia

Fontes: Wikipedia Itália, Portugal, EUA e Brasil. Imagens de divulgação. Caso alguma imagem esteja sem os créditos e você saiba informar, gentileza entrar em contato que atualizaremos o post com os créditos devidos!

12 comentários

  1. @milenaolis says:

    Eu estou realmente surpresa. Meu Deus, são MUITAS adaptações. Algumas bizarras, confesso ahahahahahaha mas que sensacional saber disso, sério. Mas nem precisamos falar que a Disney tem o coração de todas nós, né? Ahahahahah amei demais, Rê. Amo saber essas coisas.

  2. @ma.riah6256 says:

    Vim direto do instagram para saber mais as adaptações mais antigas são meio bizarras kkkk e a Bela é loira nelas e eu nunca imaginei a Bela assim. Eu só vi as duas adaptações mais novas e eu adoro as duas ! São muito boas mas eu prefiro a que tem a Emma Watson, principalmente porque eu já era fã dela ! Adorei o post, agora estou mais informada sobre o filme da minha princesa favorita !

  3. vivi_2992 says:

    Uau, estou chocadaa, não sabia que existiam 20 adaptações

  4. Vazio Na Flor says:

    Ontem no Ig eu já declarei meu amor pelo livro que pra mim, é um dos melhores que li nesse ano e vou carregar comigo eternamente(independente do que acontecer)
    Mas juntar isso do conto de fadas ao drama de Ravena foi maravilhoso e conhecer tanto sobre esse conto fez bem ao coração.
    Admito que não fazia a menor ideia de quantos filmes tinham sido feitos.
    E morri de rir com algumas imagens antigas..rs
    Adorei, adorei e parabéns, não somente pelo capricho nas fotos, pela pesquisa, que deve ter sido bem árdua!!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

  5. @laischagasv says:

    Adorei o post!! Amo a Bela e a Fera! Gostei mt de saber sobre as adaptações, vou assistir algumas com certeza. E fica aqui meu incentivo se quiser fazer também sobre adaptações dos outros contos de fadas. ❤

  6. @milenenas says:

    Como eu tinha imaginado, quando vi seu post no Instagram, eu não sabia da maioria das adaptações! Conheço a animação de 91 (e quem não conhece? ), o filme com a Vanessa Hudgens e o da Emma Watson. Vendo o trailer, lembrei que também já assisti a versão de 2014 e é realmente muito linda! Once upon a time ta na minha lista de séries para ver há anos, mas ainda não consegui começar a assistir.

    Re, adorei esse post e super apoio uma lista de adaptações literárias e de outros contos de fadas. Que tal A pequena sereia? Minha preferida!

    Meu ig: @milenenas

  7. Fabiana Oliveira says:

    Eu não conhecia as adaptações e agora tenho novas opções de entretenimento.
    Já li uma adaptação de A Bela e a Fera, O Amor é Cego e a quem interessar, eu recomendo. É uma leitura cativante e emocionante.
    @fabiananenes

  8. Livrosdeumafisica says:

    Amei ver as outras adaptações. Não sabia que existiam tantas. Vou ter ver cada uma delas pra formar uma opinião. Mas sempre fui apaixonada pelas animações da Disney.

  9. Adaiane pereira says:

    Nossa, quanto evolução pra mesma história, eu amo a Bela e a Fera, e meu preferido além do da Disney, o filme de 2017 é maravilhoso…que post mais completo adorei.

    @adaianepsl

  10. Evelin Danieli says:

    Adoro livros e filmes inspirado na Bela e a fera, não conhecia esse livro, mas achei muito interessante Ravena está perdendo a visão e encontrar a “fera” onde vemos que a beleza não é só pela aparência, até porque ela está perdendo a visão, mas achei um pouco triste, tomará que termine como nos conto de fadas, com um felizes para sempre, o livro me parece muito reflexivo. Não imaginava que havia tantas adaptações, infelizmente só assisti o da Disney, mas com certeza irei assistir essas 20 adaptações. Adorei as indicações

    @evelindanieli357

  11. Há adaptações para todos os jeitos e gostos, rs. Eu conheço apenas algumas, gosto muito de uma em que a Vanessa Hudgens, de 2014/15 participou, chamada A Fera, é bem moderninha, se passa nos dias atuais e a transformação da Fera se passa de uma forma diferente da que eu estou habituada. Depois vou dar uma olhada nas outras adaptações para reparar nas diferenças

  12. Meu Deus, eu amo a Bela e a Fera, mas não tinha conhecimento de todas essa adaptações. Que maravilha ler esse post seu! Me deu um quentinho no coração. A primeira vez que vi a história foi na versão animada de 98.
    Deu vontade de assistir de novo haha
    beijos
    Tamara
    tamaravilhosamente.com

Repense, renove, rediscuta...