HQ & Graphic Novel Mundo Literário Resenhas Literárias

Nimona ♥ Noelle Stevenson

Resenha da HQ Nimona da autora Noelle Stevenson publicado pela Intrínseca.

Uma metamorfa chamada Nimona, uma HQ impecável e fantástica escrita e desenhada por Noelle Stevenson, publicada pela Intrínseca em 2016. A história traz um belo questionamento à dicotomia bem versus mal, com uma dose de ironia cômica sem igual!

Nimona
Noelle Stevenson
Tradução Flora Pinheiro
2016 / 272 páginas
Editora Intrínseca
Disponível em Amazon
“Mas eu sou muito fã do seu trabalho! Você é Ballister Coração-Negro, o supervilão mais famoso que já existiu! Você é meu ídolo!”
Resenha da HQ Nimona da autora Noelle Stevenson publicado pela Intrínseca.
Sobre Noelle Stevenson

Noelle Stevenson é uma cartunista norte-americana, é conhecida pela webcomic de fantasia Nimona e pela série de quadrinhos Lumberjanes, e ganhou um Eisner Award por ambas.

Resenha da HQ Nimona da autora Noelle Stevenson publicado pela Intrínseca.
Sinopse

Nimona é uma metamorfa sem limites nem papas na língua, cujo maior sonho é ser comparsa de Lorde Ballister Coração-Negro, o maior vilão que já existiu. Mas ela não sabia que seu herói possuía escrúpulos. Menos ainda uma deliberada missão.

Até conhecer Nimona, Ballister fazia planos que jamais davam certo. Felizmente, a garota tem muitas sugestões para reverter esse quadro. Infelizmente, a maioria envolve explosões, sangue e mortes. Agora, Coração-Negro não só tem que enfrentar seu arqui-inimigo e ex-amigo, o célebre e heroico Sir Ambrosius Ouropelvis. Mas também impedir que a fiel comparsa destrua todo o reino ao tentar ajudá-lo.

Uma história subversiva e irreverente que mistura magia, ciência, ação e muito humor sobre camadas e mais camadas de reflexão. Entre uma batalha e outra, é claro.

Nimona

Prepare-se para a aventura! Mas nada de heróis e princesas em perigo. O que vamos ver é tenebroso, estamos do lado malvado, ou, pelo menos, é o lado que Nimona quer estar.

Ela aparece quase sorrateiramente na fortaleza do maligno Lorde Ballister Coração-Negro. Um vilão bem vilanesco que não quer uma assistente, mas vai ter que lidar com uma para executar seus planos de acabar com seu arqui-inimigo, o herói Sir Ambrosius Ouropelvis.

“Matar não resolve nada, Nimona. É grosseiro, só gera confusão. Se quer matar alguém, precisa ter certeza e estar preparada para arcar com as consequências. Eu não MATO pessoas só porque elas estão no meu caminho.”

O detalhe é que logo na primeira missão, as coisas saem um pouco do planejado e Coração Negro se surpreende com as habilidades de Nimona. Talvez ela possa realmente ser uma boa comparsa, mas com o tempo, controlar seu temperamento e atos impulsivos se mostra um desafio.

Especialmente porque Lorde Ballister tem um plano bem elaborado, que requer muitos passos e exatidão na execução. Seu plano, a medida que vai sendo desbravado mostra que, talvez, as ideias que são mostradas inicialmente sobre heróis e vilões possa ser um tanto quanto deturpada. E que as primeiras impressões, dificilmente são confiáveis.

Lendo & Relendo Nimona: um conto de fadas às avessas com ciência e tecnologia na era medieval

A HQ Nimona ficou mais de um ano parada na estante depois de comprá-la na Bienal do Livro 2018 de São Paulo. Quando peguei para ler, em novembro do ano passado, foi tudo de uma vez. E, ao virar a última página, a única questão que restou era: por que demorei tanto para ler? A conexão com a história foi tão grande que não hesitei em reler e me apaixonar novamente para escrever uma resenha.

A história é repleta de humor e inverte os papéis tradicionais de bom e mau trazendo ótimas reflexões e questionamentos, que vão desde esteriótipos até mesmo sobre relações de poder e aparências.

Resenha da HQ Nimona da autora Noelle Stevenson publicado pela Intrínseca.

Ainda, Noelle Stevenson consegue caracterizar o mundo de Nimona com uma mistura de presente e passado. Uma verdadeira era medieval em que a ciência – bem avançada, inclusive – comanda e não mais a magia.

Os Personagens de Nimona: bem-desenvolvidos e versões críticas de estereótipos

A personagem de Nimona é uma incógnita e, ao mesmo tempo, encantadora e irresistível. Sabemos que ela guarda um mistério, mas ao mesmo tempo, é ótimo ver sua relação com Coração-Negro. O modo como ela vê o vilão, idolatra e percebe seu verdadeiro interior, assim como a forma com que muda ao longo da história. E nem falo dos cabelos que mudam de cor (o tanto que amei isso nem sei dizer!).

Resenha da HQ Nimona da autora Noelle Stevenson publicado pela Intrínseca.

Coração-Negro é alguém que se revela aos poucos e, apesar de tentar guardar segredo de suas reais intenções, mostra que os papéis entre herói e vilão podem se confundir com facilidade. Sua luta contra a Instituição é uma crítica à sistemas opressores e lembra que o lado ao qual todos se voltam, nem sempre é o que merece ser validado.

Chega a ser engraçado como que ele, o vilão dos vilões, é quem serve de parâmetro de moralidade para Nimona. Além disso, Coração Negro se mostra alguém não meramente cego em busca de vingança e poder. Ele tem um ideal e, mais do que isso, pode ter seus métodos escusos, mas também sabe o significado de limite.

“Meu nome é Ballister Coração-Negro. Provavelmente me conhecem como seu inimigo, mas minha luta é contra a Instituição, não contra vocês. Seus verdadeiros inimigos são aqueles que os oprimiram e os forçaram a obedecer por medo. Tiraram seus filhos de vocês e os criaram como soldados. Privilegiaram a guerra em vez das necessidades do povo. Nos aprisionaram num sistema em que eles detêm todo o poder. Em contrapartida, prometeram segurança, mas quebraram essa promessa. Na busca pela guerra, puseram em risco aqueles a quem juraram proteger. Eles tomaram de vocês o poder. É hora de tomá-lo de volta.!”

A Instituição, que é o governo, mostra sua face de maneira bem realista, tal qual vemos os sistemas opressores se desbravarem sob mantos de idealismos falsos e morais subvertidas. O que realmente acontece não é de saber do povo e, suas necessidades, são sempre subjugados ao interesse da máquina governamental.

Uma das partes cômicas da narrativa fica por conta de Sir Ambrosius Ouropelvis (e esse sobrenome minha gente!? ahaha), que também é uma figura cheia de lados, como todos os outros personagens, bem trabalhados e complexos. E isso mesmo sendo uma figura estereotipada, propositalmente, também deixa seu lado da história transparecer e cumpre seu papel. E, em questão de perspectiva, talvez seja ele o que mais nos faça mudar de opinião a respeito, ao longo do desenvolvimento da história.

Uma história capaz de encantar de jovens a adultos, um conto de fadas às avessas, com tudo que se tem direito: magia, duelos, lordes e batalhas. Inclusive, com uma boa dose de ciência em contraponto à eventual mágica inexplicável típica de contos de fadas. Bem, mas é claro que algumas coisas foram feitas para serem misteriosas e, assim, serão mantidas.

Noelle Stevenson conseguiu criar com Nimona uma fantasia que fala sobre quem são as pessoas e da visão que temos delas. E traz, sem dúvidas, a certeza de que todos podem ser quem quiserem, desde que estejam dispostos se aceitar.

Para quem curte ler HQ’s, vale dar uma checada nas outras resenhas do blog: HQ’s e Graphic Novel!

Que a Força esteja com vocês!

xoxo

Retipatia

3 comentários

  1. Vazio Na Flor says:

    Gente, eu não me canso de elogiar sua dedicação nas fotos!É um capricho só!!! Os olhos e o coração ficam felizes. Eu preciso me aventurar mais nesse universo das Hq’s. Olha a beleza dessa!!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

  2. […] Para quem curte uma HQ inspiradora, recomendo muito a leitura de Nimona da Noelle Stevenson! […]

  3. […] Para quem curte HQ’s fofas, recomendo: Nimona da Noelle Stevenson […]

Repense, renove, rediscuta...