HQ & Graphic Novel Mundo Literário Resenhas Literárias

Diário de uma Volátil ♥ Agustina Guerrero

Resenha de Diário de uma Volátil de Agustina Guerrero publicado pela Editora BestSeller.

Diário de uma Volátil é uma HQ da argentina Agustina Guerrero, publicada no Brasil pela Editora BestSeller e que traz um pouco da autora em forma de uma personagem autobiográfica, mas que, pode ter certeza, é a minha cara e de muitas mulheres!

Diário de uma Volátil (Diario de una Volátil)
Agustina Guerrero
Tradução Marcelo Barbão
2017 / 160 páginas
Editora BestSeller
Disponível em Amazon
“O tamanho importa, sim. Sorria! Quanto maior o seu sorriso, melhor!”
Sobre Agustina Guerrero

A Volátil é Agustina Guerrero, artista gráfica, desenhista e balzaquiana, nascida em Chacabuco, cidadezinha da Argentina. Mora em Barcelona há mais de 12 anos e se dedica exclusivamente à carreira de ilustradora, mas, quando perguntam o que ela faz para viver, às vezes, ela responde: desenhos.

Sinopse

As tirinhas de Agustina Guerrero surgiram em seu blog autobiográfico Diário de una volátil e já conquistou milhares de fãs ao redor do mundo. Paixões, alterações de humor, crises, situações embaraçosas: ao longo da vida, todos nós já passamos por isso.

Em Diário de uma volátil, a autora nos convida a conhecer suas próprias experiências e narra, de maneira muito bem-humorada, percalços do cotidiano e situações corriqueiras que vão desde a tentativa de explicar a dor das cólicas menstruais para o namorado até a dificuldade de interagir com pessoas super animadas em dias difíceis. É impossível não se identificar!

A Volátil é uma moça de 30 anos que com sua blusa listrada e uma visão de mundo muito peculiar chegou para ficar.

Diário de Uma Volátil

Chega um tempo – quero dizer, uma idade – que paramos para nos autoanalisar. É tanta coisa no mundo que é capaz de nos afetar, nos deixar para baixo, ao mesmo tempo que tem tantas outras incríveis. Começamos a aceitar os detalhes que nos compõem e ver que está tudo bem não estar sempre bem, em não ser perfeito, certinho e ter um amontoado de defeitos que seguem conosco todos os dias.

Resenha de Diário de uma Volátil de Agustina Guerrero publicado pela Editora BestSeller.

Um único dia pode parecer um balde de água fria completa, com direito a roupa que ficou no varal e pegou chuva, uma cólica daquelas e precisar ligar e falar com a mensagem automática do telemarketing. Com um café forte demais no fim do dia e lembrar que ainda precisa tirar o lixo.

Mas também pode ser que termine com seu chocolate quente favorito ou com uma mensagem especial de alguém. Pode ser que comece com uma ressaca e siga para uma calça que deve ter encolhido na máquina. Ou pode ser o dia que alguém fará com que borboletas brotem no seu estômago, pode ser.

São pequenos detalhes do cotidiano que geram os sentimentos mais ordeiros: amor, raiva, preguiça, chateação, tristeza, alegria… Detalhes que qualquer garota-mulher do mundo atual é capaz de sentir e compreender. Tanta informação, tantos padrões, tantas regras. Tudo que fazem ditar quem e o quê e quando devemos ser.

Não é à toa que, de vez em quando, viramos uma confusão sem fim. Um amontoado de ideias que não cessam, de sentimentos que precisam ser extravasados.

Dias de luta, dias de glória, não é mesmo?

Volátil é assim, sua vida não é feita apenas de dias bons. Ela tem dias nublados, tensos, ruins. Tem dias de preguiça, euforia e de ressaca. E segundas-feiras. Tem defeitos, tem um amor, tem confiança e tem medo. E é através de desenhos descontraídos, engraçados e espontâneos que vemos os detalhes que a compõem.

A personagem, uma versão autobiográfica da autora Agustina, transmite algo que é inestimável: identificação. É fácil se ver nos desenhos, seja num dia inspirado ou em outro nem tanto assim. E a sensação de que não somos os únicos, não estamos sozinhos nessa é um acalento e tanto. Pode não tirar o peso dos ombros, mas mãos dadas sempre tornam os passos mais fáceis.

Resenha de Diário de uma Volátil de Agustina Guerrero publicado pela Editora BestSeller.

Vida a dois, namoro, TPM, cólicas, envelhecimento, meia-calça, lógicas estranhas, manias, lavar roupa, yoga… e tudo e mais um pouco. A leitura engloba o trivial e os pequenos detalhes que compõem a vida e é perfeita para alegrar, descontrair e ser um acalento em dias difíceis. Ou mais um raio de sol nos ensolarados.

Resenha de Diário de uma Volátil de Agustina Guerrero publicado pela Editora BestSeller.

Diário de uma Volátil é um relato sobre a vida. É como pegar as páginas do próprio diário e ver o quanto podemos ser nós mesmos, com todos os defeitos e qualidades, sem deixar de ser quem somos e apreciar todo e cada momento que a vida nos propõe.

Resenha de Diário de uma Volátil de Agustina Guerrero publicado pela Editora BestSeller.
Aleatoriedades
  • As fotos da vez já falam muito por si só né… rsrsrs Eu a própria Volátil em versão brasileira, que só não é Herbert Richers… rsrs (da série #entendedoresentenderão)
  • Dica de leitura de um livro ilustrado para quem curtir o estilo de Diário de uma Volátil: Cem de Heike Faller e Valerio Vidali
  • Diário de uma Volátil de Agustina Guerrero está disponível na Amazon!

Que a Força esteja com vocês!

xoxo

Retipatia

2 comentários

  1. […] Dica de leitura para quem gosta de livros ilustrados: Diário de uma Volátil da Agustina Guerrero! […]

  2. […] Leituras de texto e poesia ilustrada/desenhada que você também pode gostar: Cem da Heike Faller & Valerio Vidali | Caleidoscópio de Memórias de Bianca Leão | Diário de uma Volátil de Agustina Guerrero […]

Repense, renove, rediscuta...