BEDA #28 ♥ Trilogia Bela Adormecida ♥ Anne Rice

Em 29.08.2016   Arquivado em Resenhas

07

Bom dia, tarde e noite everyone!

Domingão, vigésimo oitavo dia de BEDA, e dia de tema literário aqui no blog, como já é de se esperar.

Hoje vou fazer uma “resenha” tripla (resenha entre aspas porque é mais um comentário dos livros do que, propriamente uma resenha completa), da – até então – trilogia da Bela Adormecida. Li os três livros em uma velocidade incrível, porque são contagiantes. E, o primeiro pensamento maldoso que me veio foi: quem é mesmo Christian Grey? ahaha Mas, evitando comparações, é super recomendável para quem gosta dos 50 Tons picantes.

Sinopse dos Livros (contracapa): Décadas atrás, a misteriosa A. N. Roquelaure concebeu a Trilogia da Bela Adormecida, um hipnótico, sedutor e polêmico conto de fadas. Agora, a autora desta trilogia erótica revela sua verdadeira identidade e apresenta um mundo sensual, de sonhos proibidos e desejos sombrios e extremos, no qual as ideias tradicionais de domínio e submissão e preferências de gênero são jogadas ao vento – um mundo irresistivelmente atraente, criado pelo espírito aventureiro de Anne Rice. (mais…)

BEDA #26 ♥ Caça Fantasmas

Em 26.08.2016   Arquivado em Reassistindo por Aí, Resenhas, Revolucione

529627.jpg-r_1280_720-f_jpg-q_x-xxyxx

Bom dia, tarde e noite everybody!

Vigésimo sexto dia de agosto, com menos de uma semana para o fim do BEDA, vou ajustando tudo – ou quase tudo – que estava pendente de postagem aqui no blog. E, apesar de ser dia de postagem literária, no post de ontem, que falei sobre ‘plus size‘, me lembrei do filme Caça Fantasmas, e como queria muito falar sobre ele e ainda não havia feito isso (me lembrei porque falei da Melissa McCarthy e tem ela no filme também!)… Já adianto, se preparem para o boom de imagens aqui no post!!! ahaha

Caça Fantasmas

Direção: Paul Feig

Sony Pictures

Sinopse:  Atualmente uma respeitada professora da Universidade de Columbia, Erin Gilbert (Kristen Wiig) escreveu anos atrás um livro sobre a existência de fantasmas em parceria com a colega Abby Yates (Melissa McCarthy). A obra, que nunca foi levada a sério, é descoberta por seus pares acadêmicos e Erin perde o emprego. Quando Patty Tolan (Leslie Jones), funcionária do metrô de Nova York, presencia estranhos eventos no subterrâneo, Erin, Abby e Jillian Holtzmann (Kate McKinnon) se unem e partem para a ação pela salvação da cidade e do mundo.

(mais…)

BEDA #14 ♥ Ratobúrguer ♥ David Walliams

Em 14.08.2016   Arquivado em Resenhas

ratobúrguer 1

Bom dia, tarde e noite people!

Décimo quarto dia de B-E-D-A! O tempo está literalmente voando e, como hoje é dia literário aqui no blog, vou falar de um pequeno achado. Domingão de dia dos pais e post falando de livro que trata de uma relação entre pai e filha bem bacana.

Há um tempinho, passeando nas Lojas Americanas, vi uma bancada de livros em promoção. Geralmente não dou muita trela porque são livros de temáticas que não curto, mas achei, no dia, dois que me pareceram muito legais: Ratobúrguer – David Walliams e O Presente do Meu Grande Amor: Dez Histórias de Natal – Organização de Stephanie Perkins, ambos da Editora Intrínseca. O Ratobúrguer li super rápido porque é um livro infanto-juvenil de leitura bem fácil e o outro, eu comecei a ler o primeiro conto, mas resolvi ler na época de Natal, porque faz muito mais sentido kkkkk. Então, só falarei dO Presente do Meu Grande Amor no fim do ano ou no ano que vem… ehehe

Ratobúrguer

Autor: David Walliams

Ilustrações: Tony Ross

Editora Intrínseca

Sinopse (primeira orelha): As coisas não vão nada bem para Zoe. Com o pai desempregado, uma madrasta horrível viciada em batatinhas de camarão, a valentona da escola atazanando sua vida e a morte de seu hamster, ela não tem muitos motivos para ficar feliz. Mas tudo parece melhorar quando Zoe encontra Armitage, um ratinho muito fofo e inteligente, embaixo de sua cama. Um novo vilão, porém, chega à cidade: Burt, um terrível, malvado e assustador vendedor de hambúrgueres. E parece que ele está de olho em Armitage! Nesta nova e hilariante aventura, você vai conhecer uma menina que não desiste nunca, não importa o que aconteça.

(mais…)

BEDA #7 ♥ Holding The Man

Em 07.08.2016   Arquivado em Reassistindo por Aí

Bom dia, tarde e noite people!

Neste domingo preguiçoso, sétimo dia de BEDA (quem não conhece o projeto pode ficar por dentro clicando aqui), dia de postagem aleatória, vou falar de dois filmes que foram dois pequenos achados na Netflix, eu ia falar de dois filmes, mas me empolguei tanto falando do primeiro que achei melhor deixar o outro para um próximo post.

Ontem à noite eu assisti a Holding The Man e a Tallulah, filmes que encontrei por acaso na Netflix e resolvi ver. Confesso que estava procurando filmes leves, mas nenhum pode ser enquadrado nessa definição. Não que sejam os filmes mais tristes que já assisti, mas não são filmes totalmente ‘light’, por assim dizer.

Holding The Man (a versão disponível no Netflix também aparece com o nome em inglês, em tradução livre seria algo como “segurando o homem” e se refere a uma transgressão às regras do futebol australiano – Fonte: Wikipedia)

Direção Neil Armfield

Classificação 18 anos

A sinopse, nas palavras de chamada do Netflix, compreende: “As dificuldades em uma história de amor impossível foram vencidas. Será preciso lutar para superar novos desafios.”. (Fonte: Netflix)

(mais…)

BEDA#6 ♥ Extraordinário ♥ R. J. Palacio

Em 06.08.2016   Arquivado em Resenhas

extraordinário3

Bom dia, tarde e noite everybody!

Sabadão, sexto dia de BEDA é dia de postagem literária muito especial aqui no blog (para conhecer mais sobre o BEDA, clica aqui!). Dentre as muitas pendências literárias, uma delas é a resenha do meu novo queridinho, o livro Extraordinário, da R. J. Palacio, publicado no Brasil pela Editora Intrínseca. Talvez este texto não seja a melhor definição de ‘resenha’, porque é mais uma expressão do que como o livro me marcou do que uma descrição detalhada do enredo do livro.

Ouvi vários comentários positivos sobre o livro por aí na internet. Então, quando a oportunidade bateu, comprei o meu exemplar. E, adianto, não deixou nem um pouco a desejar, mas logo já chego na parte dos elogios.

Só adianto que meu livro está cheio de post-its, que vou colocando a medida que alguma passagem me marca. Não necessariamente faço isso apenas com frases célebres e memoráveis. Às vezes, é um sentimento descrito, ou um gesto, que é muito mais tocante e importante do que a mera junção de palavras. (mais…)

Página 7 de 812345678