Conto ♥ Porta Aberta

Em 17.01.2017   Arquivado em Contando Histórias, Contos, Projetos

Sugestão de música para leitura: Good Riddance (Time of Your Life) – Green Day

O sol está nascendo no horizonte no topo da colina em bonitos tons alaranjados que se fundem com o cinza enquanto coloco a água quente na caneca e depois adiciono dois sachês de camomila. A fragrância é tranquilizadora e promete que o dia será leve, apesar de tudo.

Como mamãe sempre dizia, “começar com um pensamento positivo, é sempre metade do caminho”. Talvez seja, de fato. A dificuldade, porém, reside no fato de que não fomos ensinados a isso.

Um minuto depois papai entra na cozinha, com certeza já alimentou todos os animais e já está carregando uma cesta pequena com alguns ovos e o leite em uma lata.

(mais…)

Um Conto de Natal ♥ Parte II/II

Em 25.12.2016   Arquivado em Contando Histórias, Contos

Bom dia, tarde e noite desse dia de Natal lindo!

A segunda parte do conto natalino está aqui para vocês, junto dos meus votos de que este Natal tenha representado muitas alegrias, sorrisos, abraços, presença e amor! Que seus corações estejam aquecidos para que este fim de 2016 seja o encerrar de uma etapa, para que venha um 2017 renovado.

Para acessar a primeira parte do conto, é só clicar aqui. Fique com a segunda e última parte do meu conto ‘romanticamente’ natalino, inspirado nas histórias do livro O Presente do Meu Grande Amor (Stephanie Perkins ♥ Intrínseca).

Um Conto de Natal – Parte II/II

Quando desperto pela manhã já são quase nove horas. Ótimo, perdi o café da manhã. Este, pelo menos, não é um grande evento em família.

Sigo lentamente no caminho para a casa do nosso clã, que também é a sede de nosso negócio. Quando entro, o salão da recepção está abarrotado. Aparentemente algumas pessoas acabaram de chegar e estão se registrando.

(mais…)

A Garota da Capa Escarlate ♥ Parte IV/VI

Em 12.12.2016   Arquivado em A Garota da Capa Escarlate, Contando Histórias, Projetos

Bom dia, tarde e noite everyone!

A quarta parte do conto da Chapeuzinho Vermelho já chega a todo vapor! Para quem ainda não viu as partes anteriores: parte I, II e III já postadas. Você pode consultar também na aba no topo do blog ‘Recontando Contos de Fadas‘ ou acessar pelo Wattpad.

Scarlet – A Garota da Capa Escarlate – Parte IV

Um grito desesperador reverbera pela vila. Scarlet senta na cama de uma só vez, seu coração bate agitado pelo despertar apressado e um suor frio desce por sua nuca, mesmo com o tempo frio que faz ainda pela manhã.

Latidos fortes podem ser ouvidos e ela se levanta apressada, enfiando suas botas em seus pés descalços e indo em direção à porta.

– Scarlet! Não pode sair, deixe que estou indo! – Diz Camélia, que caminha com dificuldade em direção à porta da casa.

Ignorando a mãe, ela veste sua capa escarlate e apanha sua faca e o arco e flecha.

(mais…)

A Garota da Capa Escarlate ♥ Parte III/VI

Em 08.12.2016   Arquivado em A Garota da Capa Escarlate, Contando Histórias, Projetos

Bom dia, tarde e noite pessoal!

a-garota-da-capa-escarlate

Terceira parte de Scarlet, A Garota da Capa Escarlate, com vocês, sem delongas nem blá blá blá hoje. Só lembrando que a parte um e dois podem ser acessadas aqui e aqui ou pelo Wattpad aqui!

Scarlet – A Garota da Capa Escarlate – Parte III

Scarlet apenas se vira, sorrindo para a avó, que acena enquanto ri para a neta.

Não demora muito para que Scarlet aviste Luko na trilha, esperando pacientemente por ela.

– Oi estranho! – Ela diz.

Ele lhe retribui com um sorriso e apenas um ‘oi’. Os dois começam a percorrer o caminho de volta para a casa de Scarlet em silêncio.

(mais…)

Outra noite qualquer…

Em 30.11.2016   Arquivado em Contando Histórias, Contos

outra-noite-qualquer

Ao redor, o pio da coruja é o único som que reverbera pela noite junto ao farfalhar do vento na copa das árvores.

Tudo o mais está parado, pacífico. Nenhuma alma viva à espreita, nenhum ser a volta.

Os passos dos meus pés na corrida são abafados pelo amortecedor do tênis. São praticamente imperceptíveis.

Minha respiração já está acelerada, mas nada fora do normal. Mantenho o ritmo de sempre com o calor do exercício se espalhando por todo meu corpo e a batida compassada do meu coração fazendo coro a melodia de Owl City.

O céu mostra sinais da tempestade que está por vir, mas nada que não faça jus à esta época do ano.

(mais…)

Página 4 de 71234567