Conto ♥ Porta Aberta

Em 17.01.2017   Arquivado em Contando Histórias, Contos, Projetos

Sugestão de música para leitura: Good Riddance (Time of Your Life) – Green Day

O sol está nascendo no horizonte no topo da colina em bonitos tons alaranjados que se fundem com o cinza enquanto coloco a água quente na caneca e depois adiciono dois sachês de camomila. A fragrância é tranquilizadora e promete que o dia será leve, apesar de tudo.

Como mamãe sempre dizia, “começar com um pensamento positivo, é sempre metade do caminho”. Talvez seja, de fato. A dificuldade, porém, reside no fato de que não fomos ensinados a isso.

Um minuto depois papai entra na cozinha, com certeza já alimentou todos os animais e já está carregando uma cesta pequena com alguns ovos e o leite em uma lata.

(mais…)

Conto ♥ Ligação

Em 10.01.2017   Arquivado em Contando Histórias, Contos, Projetos

Sugestão de música para leitura: Broods – Mother & Father

“O que há de ser, será.”

Essas foram as últimas palavras que saíram da boca dela. Sempre fora assim, algo inócuo e mais clichê do que os ditados populares. Como se uma força misteriosa definisse todo o nosso destino. Ou como se destino, de fato, existisse.

Claro que não existe droga nenhuma dessas. Tudo não passa de um consolo de que, se as coisas estão indo de mal a pior, quer dizer que a culpa não seja – totalmente – sua. Quer dizer que, ainda que você faça tudo da melhor maneira, que dê o seu máximo, não significa que você chegará lá.

Onde é esse ‘lá’, afinal de contas?

(mais…)

Um Conto de Natal ♥ Parte II/II

Em 25.12.2016   Arquivado em Contando Histórias, Contos

Bom dia, tarde e noite desse dia de Natal lindo!

A segunda parte do conto natalino está aqui para vocês, junto dos meus votos de que este Natal tenha representado muitas alegrias, sorrisos, abraços, presença e amor! Que seus corações estejam aquecidos para que este fim de 2016 seja o encerrar de uma etapa, para que venha um 2017 renovado.

Para acessar a primeira parte do conto, é só clicar aqui. Fique com a segunda e última parte do meu conto ‘romanticamente’ natalino, inspirado nas histórias do livro O Presente do Meu Grande Amor (Stephanie Perkins ♥ Intrínseca).

Um Conto de Natal – Parte II/II

Quando desperto pela manhã já são quase nove horas. Ótimo, perdi o café da manhã. Este, pelo menos, não é um grande evento em família.

Sigo lentamente no caminho para a casa do nosso clã, que também é a sede de nosso negócio. Quando entro, o salão da recepção está abarrotado. Aparentemente algumas pessoas acabaram de chegar e estão se registrando.

(mais…)

Um Conto de Natal ♥ Parte I/II

Em 24.12.2016   Arquivado em Contando Histórias, Contos

Bom dia, tarde e noite de véspera natalina!

Li o livro O Presente do Meu Grande Amor (Organização de Stephanie Perkins e publicado no Brasil pela Editora Intrínseca), que é uma coletânea de 12 histórias romanticamente natalinas nesse mês e fiquei muito empolgada em escrever um pequeno conto romanticamente natalino também. E sim, logo logo sai resenha desse livro aqui no blog!

Assim, hoje, véspera de Natal, sai a primeira parte do conto e, amanhã, Natal propriamente dito, sai a segunda e última parte.

Um Conto de Natal – Parte I

– Mamãe, onde estão as correspondências de hoje? – A minha gaveta está bagunçada e isso significa que ela andou colocando coisas aqui. Coisas que não me pertencem.

– Na gaveta, querida, como sempre.

– Não, não estão. Está cheia de guardanapos e panfletos do coral. – Coral idiota.

(mais…)

A Garota da Capa Escarlate ♥ Parte IV/VI

Em 12.12.2016   Arquivado em A Garota da Capa Escarlate, Contando Histórias, Projetos

Bom dia, tarde e noite everyone!

A quarta parte do conto da Chapeuzinho Vermelho já chega a todo vapor! Para quem ainda não viu as partes anteriores: parte I, II e III já postadas. Você pode consultar também na aba no topo do blog ‘Recontando Contos de Fadas‘ ou acessar pelo Wattpad.

Scarlet – A Garota da Capa Escarlate – Parte IV

Um grito desesperador reverbera pela vila. Scarlet senta na cama de uma só vez, seu coração bate agitado pelo despertar apressado e um suor frio desce por sua nuca, mesmo com o tempo frio que faz ainda pela manhã.

Latidos fortes podem ser ouvidos e ela se levanta apressada, enfiando suas botas em seus pés descalços e indo em direção à porta.

– Scarlet! Não pode sair, deixe que estou indo! – Diz Camélia, que caminha com dificuldade em direção à porta da casa.

Ignorando a mãe, ela veste sua capa escarlate e apanha sua faca e o arco e flecha.

(mais…)

Página 2 de 41234