Conto ♥ Halfway

Em 17.06.2017   Arquivado em Contos

Leia ouvindo: Drink-Me – Anna Nalick

Que me perdoem aqueles que detestam o estrangeirismo, mas não há palavra que melhor descreva o sentimento ou a sensação.

Numa trilha que só se pode seguir para dois planos, um que habitualmente chamamos de mundo real e o outro, para o qual não há melhor denominação do que país das maravilhas, encontro-me, exatamente, halfway.

Se preferir, entenda como ‘a meio caminho’, mas não é exatamente o que quero dizer, se é que você me entende. Ou talvez não entenda, exatamente porque você encontra-se, deliberadamente, em algum lugar e, não, halfway.

Meus All Stars azuis param bem ao lado das roseiras e as observo com minúcia. É possível perceber as imperfeições na tinta vermelha. Pequenos pontos, descascados, ranhuras que mostram sua verdadeira cor. Não desejava nenhuma delas, ou nada delas, por isso sigo em frente.

O sol do outono aquece minha pele e meus cachos volumosos fazem aquela sombra desconexa no chão de ladrilhos. Já perdi a conta dos meus passos quando ecos soam em meus ouvidos. Não são abafados e densos como o som que meus tênis produzem. São do tipo que nenhum sapato que eu conheço faria. (mais…)

BEDA #24 ♥ TAG Irmandade das Blogueiras

Em 24.08.2016   Arquivado em Projetos

Bom dia, tarde e noite, everyone!

Vigésimo quarto dia de BEDA, que, salvo engano, é dia de postagem literária que irei cabular para postar uma TAG bem fofinha a qual fui indicada pela Deise, do blog Senhorita Deise (é só clicar que você conhece o post dela e as perguntas que ela respondeu!). Thanks honey! O que é bem legal dessa TAG é que, as perguntas vão sempre se alterando e isso a deixa bem dinâmica!

irmandade-das-blogueiras

As regras são:
♥ Inserir a imagem da TAG;
♥ Agradecer ao blog que te indicou;
♥ Responder as 5 perguntas de quem te indicou;
♥ Indicar 5 ou mais blogs para responder;
♥ Criar 5 perguntas para os indicados.

(mais…)

Prefixo Re

Em 27.04.2016   Arquivado em Revolucione

Bem vindos e bem vindas a Retipatia!

Neste primeiro post vou contar para vocês um pouco sobre a criação do blog e claro, a origem da “nomenclatura” Retipatia.

Retipatia começou com meu perfil do Instagram. Quando fui criar a conta, não sabia ao certo que nome dar e, como boa parte de nossas ideias que aparentemente surgem do caos ou do nada, eis que me vem, por assim dizer, o arrouba re_tipatia. Uma junção do meu apelido mais usual, “Rê” (com o ‘e’ fechado mesmo. Sim, de Renata) e “tipatia”, de antipatia. Claro, antipática pode ser um dos modos de me descrever também.

A conta no Insta foi criada em 2013 e o nome acabou virando parte de minha identidade também. Com a ideia de criar um espaço virtual para compartilhar mais do que fotos, o nome veio a calhar. E, agora, tem muito mais sentido e significado do que antes.

Assim, devagarinho mesmo, o que era só uma ideia tomou forma e virou, bem, Retipatia.

(mais…)