Book Haul – May

Em 06.06.2017   Arquivado em Delírios de Consumo

Bom dia, tarde e noite folks!

Dando uma variada no conteúdo aqui do blog, mas sem de fato, variar, hoje vou mostrar para vocês minhas últimas aquisições em livros físicos. Porque, desde que assinei o Kindle Unlimited, eu tenho lido mais ebooks e a fila de livros, que já era grande, duplicou… rsrs Eu comprei alguns outros livros também, mas acaba que, os últimos últimos, são os que estão aqui no post:

O terceiro volume da trilogia Crônicas de Amor e Ódio (Ed. Dark Side Books), da autora Mary E. Pearson foi um dos livros que mais aguardei o lançamento. Devorei os dois primeiros volumes, que tem resenhas no blog aqui e aqui (o segundo, especialmente, lido numa madrugada) e, agora o terceiro está em leitura. Até então surpreendente e fantástico, como os anteriores, mas é o primeiro livro que eu enrolo para não avançar muito na leitura porque, simplesmente não quero que acabe! (mais…)

Conto ♥ Vazio

Em 31.05.2017   Arquivado em Contos

Leia ouvindo: The Scientist – Coldplay

Somos exatamente como eles. Todas as diferenças possíveis, unidas. Não que se reflitam exatamente como nos dois animais que brincam e se deliciam com o sol morno do fim da tarde de outono. Não. Muito provavelmente eles não se sentem tão diferentes assim, o exterior não conta para eles. É como se fossem iguais. E não posso dizer que não o são. Os dois apenas param de brincar quando sua humana recolhe o cobertor em que estava sentada e segue para fora da grama, chamando-os.

Várias pessoas estão começando a deixar o parque. O vento está ficando mais forte com a noite se aproximando e meu terno não é suficiente para espantar o frio. Cruzo meu braços e recosto no banco, não consigo pensar em voltar para casa ou para qualquer outro lugar. Não tenho mais lar, o local que comecei a sentir como tal, é exatamente aquele para o qual não posso mais retornar. A memória dela está em absolutamente tudo. Até mesmo nos lugares em que nunca esteve, em que nunca a vi, toquei ou senti seu cheiro. Talvez seja eu. Estou impregnado dela ou por ela. Não sei bem definir.

O sentimento de perda, ainda que tenha sido eu quem partiu, parece um veneno que foi injetado em minhas veias. E ele é cruel. Corre lentamente, queimando e secando minhas veias, infiltrando-se no meu coração e fazendo-o secar e morrer. Lentamente. Dolorosamente. (mais…)

Ponto de Fuga ♥ Mary Sharratt

Em 28.05.2017   Arquivado em Resenhas

Bom dia, tarde e noite folks!

Hoje é dia de mais uma resenha, com vez para o livro viajante do Book Tour do Grupo Café com Blog, Ponto de Fuga. Para quem não sabe o que é book tour, trata-se de um projeto em que o mesmo exemplar de um livro viaja de leitor a leitor, que irá, depois da leitura, resenhá-lo no seu blog (ou meio de divulgação da pessoa…) e enviar para o próximo leitor.

Achei a experiência bem legal, porque, a medida que eu lia, conversei em alguns momentos com a Lila, que criou o projeto e discutíamos algumas coisas do livro. É legal ter alguém para discutir a leitura de um livro e compartilhar as experiências, especialmente, no pós-leitura, por assim dizer. (mais…)

Conto ♥ A Cup of Tea

Em 21.05.2017   Arquivado em Contos

Leia ouvindo Free As A Bird – The Beatles

Uma caneca de chá, não. Xícara ou copo. Também não. Gosto na caneca. Então talvez fosse melhor ‘a mug of tea’. Você também pensa com frequência em uma língua que não a sua materna? Aquela que adotou em seus pensamentos como se também fosse fluida em sua mente e que, em alguns momentos, reflete muito mais do que se pode expressar? Escrevo ideias inteiras, pensamentos fragmentados ou não, misturando o melhor de cada língua e, por isso, vez por outra, elas se unem como se fossem uma coisa só. Ou, melhor assumindo, com frequência.

Escrevo a cada suspiro. A cada despertar. A vida é escrita a cada passo e cada passo reflete quem eu sou. É na melodia que ressoa em meus ouvidos em ritmo lento enquanto o mundo gira sem parar ao meu redor.

E se paro, ele corre e eu estagno. Se corro, ele viaja na velocidade da luz.

O caminho é sempre o mesmo, ainda que, de um modo ou de outro, ele seja diferente todos os dias. Nunca estaremos no exato lugar em que já estivemos.

E tudo ao redor é barulho e ruídos. Cheio de burburinhos e lamentos e bipes e sinos e palavras e mais suspiros. Muitas palavras. Palavras em demasia.

– Um, por favor. – O copo está quente e queima a ponta de meus dedos, fazendo com que meus passos até a mesa mais afastada do estabelecimento sejam mais rápidos. (mais…)

Análises de Filmes, por Mr. Darcy

Em 16.05.2017   Arquivado em Reassistindo por Aí

Meus caros, a pedido de minha amada esposa, senhora Elizabeth Darcy, venho vos apresentar uma relação de películas as quais a mesma encarecidamente fez-me-a acompanhar durante a exibição.

Como é sabido por aqueles poucos que me são próximos, sou adverso às engenhosidades modernas, especialmente por se tratarem de indivíduos inócuos fingindo serem pessoas e, especialmente, coisas as quais não o são. Atingindo, em alguns casos, níveis absurdos que insultam minha inteligência. Entretanto, fui exposto à uma diversidade de conteúdos nos últimos meses, aos quais venho reportar na listagem que se segue, muito provavelmente, evitando que tenham o infortúnio de dispender horas de suas vidas em tarefas tão absurdas como a de assisti-los. (mais…)

Página 6 de 26«1 ...2345678910... 26Próximo