Ciclo da Morte ♥ Thais Lopes

Em 25.05.2018   Arquivado em Resenhas

Um mundo dentro do outro, criaturas que povoam o imaginário dos humanos saem das sombras e se revelam. Os humanos não são os únicos seres a caminhar sobre a Terra, vampiros, bruxos e fadas estão por todo canto e, desde que se revelaram, o mundo mudou…

Ciclo da Morte – Livro Um – Santuário da Morte

Autora Thais Lopes

Publicação Independente

“…desde que os seres sobrenaturais – o Outro Mundo – revelaram sua existência, tudo tinha mudado.”

Sobre a Autora

Mineira do interior, Thais Lopes cresceu entre livros. Desde criança cria histórias e mundos fantásticos, misturando as várias referências que teve. Já foi programadora e designer, é viciada em música, cantora quando dá na telha e velha dos gatos em tempo integral. Vive entre os mundos das Crônicas de Táiran, Aymeria e dos Filhos do Acordo, além de alguns outros que prefere não mencionar – ainda. Atualmente mora em Belo Horizonte.

Sinopse

Já faz tempo que o mundo mudou, quando os seres sobrenaturais revelaram sua existência. A humanidade aceitou que não estava sozinha e seguiu em frente, certa de que não teria mais surpresas. Porém, o Outro Mundo ainda guarda seus segredos.

Kelene passou anos tentando levar uma vida normal e ignorando as memórias que não deveria ter. Mas, quando Lucio se torna seu inquilino, qualquer chance de normalidade desaparece: além de ser um vampiro fugitivo, ele está sendo caçado pela mesma pessoa que jurou matá-la.

Os dois se veem presos a uma armadilha antiga, que está se fechando ao seu redor. Uma força do passado despertou, reacendendo um conflito que o Outro Mundo pensava ter acabado – e que tem ligação direta com eles.

Mas o que alguém pode fazer quando a própria Morte é ameaçada?

Série Santuário da Morte

Ciclo da Morte é o primeiro livro de uma trilogia. Tanto ele quando o segundo livro, Herança de Fogo, já haviam sido lançados antes e retirados do ar. As novas edições são totalmente reescritas, mesmo que o enredo em si tenha continuado o mesmo. A previsão de lançamento de Herança de Fogo é para o final de julho, com o livro três, Fios de Medo, saindo logo depois.

Além dos livros principais, a série tem uma prequel, Revelação, que é um conto sobre a época em que a humanidade descobriu sobre os seres sobrenaturais.

O Ciclo da Morte…

Kelene está em busca de alguém para dividir seu apartamento em Belo Horizonte depois dos eventos complicados que levaram à morte da sua colega. É claro que isso pode estar atrapalhando um pouco em que surjam interessados a ocupar a vaga e, por isso mesmo, ela resolveu que deixaria um aviso bem aberto, indicando que aceitaria pessoas do Outro Mundo também.

“São raras as pessoas que aceitam que vão morrer, especialmente quando já estão marcadas. E é pior ainda quando são do Outro Mundo e têm uma ideia do que esperar.”

E, por pessoas do Outro Mundo, leia-se, bruxos, seres místicos e vampiros. Criaturas que agora convivem com humanos às claras, desde a Revelação.

“O Outro Mundo se dividia em cinco grandes grupos: vampiros, metamorfos, bruxos, povos das fadas e demônios.”

É assim que o vampiro Lucio entra em contato com Kelene, disposto a dividir o apartamento com ela. Depois de uma rápida entrevista, os dois passam a dividir o teto e, tudo que a protagonista deseja é manter seus segredos guardados para si, enquanto mantém sua rotina de estudos na UFMG.

“Não podia deixar que ele descobrisse demais sobre mim, ou Artur teria uma escolha a fazer. A minha já fora feita a tempo demais, na frente de uma espada e em um santuário que quase ninguém sabia que existia.”

O único detalhe é que nenhum dos dois imaginava que teriam um inimigo em comum e, muito mais do que isso, um passado que se encontrou há muito e tantos segredos que poderiam bordar infinitas colchas de retalhos para cada um.

“‘Escolha meu caminho: a vida eterna. Ou desapareça para sempre’. Um arrepio me atravessou. Encaixava bem demais. Mas não havia sido tão ‘para sempre’ assim.”

Planos que envolvem a própria Morte “em pessoa”, um ser chamado Inominável e as vidas dos mocinhos. O destino de todo o Mundo, o outro e o outro também, serão desvendados durante a leitura, mantendo a história cheia de revelações e reviravoltas, capazes de fazer o leitor criar das mais variadas teorias conspiratórias!

“Poder atrai poder, afinal. Mas era mais forte que eu. O fogo me chamava e eu sempre respondia.”

Sem dúvidas a escrita da Thais me prendeu, comecei a leitura muito empolgada com o fato da fantasia se passar no Brasil e, especialmente aqui na minha cidade querida, com aquela familiaridade dos lugares que são descritos ao longo da história, que dá apenas umas rápidas escapulidas através dos caminhos da morte, para terras estrangeiras.

“Eu não gostava de mentir. Preferia contar só parte da verdade, como quando falei sobre a música. Era mais fácil assim. Mas, nesse caso, eu não tinha outra opção. Aquele era um dos meus maiores segredos e o que havia começado todos os problemas na minha vida.”

Além disso, os dois personagens principais, Kelene e Lucio, que narram o livro quase que sempre de maneira intercalada, com alguns capítulos interessantes contados pela própria dona Morte, mantém-se fiéis às suas apresentações, objetivos e desenvolvimento ao longo da história.

“Mas o fato era que não tinha vivido depois que entendi o que estava acontecendo comigo. Desde os dezesseis anos, tudo o que fiz foi por causa do juramento, para o juramento. Para mim, nada.”

Os personagens secundários também possuem seu charme, humanos, vampiros e a própria Morte, todos desempenhando papéis importantes para combater o principal mal que ameaça o Mundo: o Inominável, criatura interessante e que, sem dúvidas, eu gostaria de conhecer um pouco mais. E, falando de secundários, como não falar da vampira que merecia um livro inteiro só para ela: a linda, poderosa e sexy Semele, que tem dos melhores acordos com a dona Morte e precisa urgente nos contar como foi que conseguiu. Sim, a Morte adora fazer acordos e eles são um dos principais motores da trama (cabe uma #adoro aqui… rsrsrs).

“Não tinha a menor ilusão de que conseguiria me esconder por muito tempo. Ele sabia o que procurar. Se me notasse e prestasse atenção, ia perceber os detalhes que não encaixavam, a estranheza que sempre estava ali. Eu não ia escapar.”

A história também tem bom andamento, seguimos em trilhas de fragmentos de memórias, conversas e alguns acontecimentos que fazem as peças se encaixarem e milhares de suposições serem criadas, uma, inclusive que me fez viajar bastante e que não se fez verdadeira no final, sem dúvidas a autora deve ter rido bastante internamente da minha loucura… ahahah Apenas alguns fatos que ficaram um pouco enevoados e, com o bom e velho auxílio à lista, digo, contato direto com a autora, foram logo esclarecidos.

“Se ainda tinha alguma dúvida, isso era a confirmação: a Morte havia me traído. De novo.”

Um dos pontos que senti falta foi um pouco mais de diálogo e de acompanhar os acontecimentos mais ou menos no desenvolvimento do livro, já que a narrativa gosta de seguir os pensamentos dos personagens e boa parte das coisas são conhecidas e desvendados exatamente assim, pelo raciocínio de Kelene e Lucio. Mas não foi algo que impactou a fluidez da leitura.

“Depois da primeira mentira era muito mais difícil convencer alguém a contar toda a verdade.”

Um detalhe super importante é que o livro, apesar de ser o primeiro de uma série, tem o arco completo, então, mesmo terminando com várias possibilidades (e que final que eu amei), o arco que se passa no Ciclo da Morte tem começo, meio e fim. Ninguém terminará com uma frase pela metade ou caso não resolvido, precisando do próximo livro pra conseguir completar o raciocínio, juro, isso não faz bem para a sanidade ahahah… Mas, é claro que a Thais fez seu trabalho e deixou o leitor bem curioso para os próximos livros da trilogia.

“Eu não acreditava em coincidências, mas talvez estivesse começando a acreditar em destino, depois de tudo o que estava acontecendo.”

O Ciclo da Morte brinca muito com a realidade, com destino, escolhas, vida e morte. Tudo visto como um ciclo, o ciclo da própria Morte que faz gerir e manter o equilíbrio da vida, como pesos que mantém a balança em níveis estáveis dos dois lados. É esse um dos pontos mais legais também, já que, tanto o Outro Mundo e outro também, humanos e criaturas não humanas, são todos ligados por compartilharem o mesmo espaço, a mesma terra, e a coexistência balanceada, é o ponto mais importante para que o caos não impere.

“O que eu sabia é que cada um via a Morte de um jeito, de acordo com o que conhecia ou esperava.”

Ciclo da Morte é uma fantasia que une elementos dos já conhecidos seres sobrenaturais à uma história cativante e que, com certeza, é um bom antídoto para qualquer ressaca literária.

“Depois de todos esses anos, o Inominável teria ficado mais forte, não mais fraco, enquanto o poder da Morte não mudava, na melhor das hipóteses.”

Mais Quotes…

“A Morte deveria estar acima das fraquezas dos mortais. E, agora, a Morte se lembraria que um dia havia sido mortal e que nem mesmo ela seria eterna.”

“Era isso que um juramento de lealdade significava: que eu era seu Mestre, e não apenas de nome.”

“Existe muita coisa que você não sabe e precisa aprender, se vamos enfrentar o Inominável de novo.”

“O mundo como conhecemos só segue em frente por causa do equilíbrio entre vida e morte.”

“A morte era uma parte do ciclo – necessária, mesmo que temida.”

“A purificação do Inominável. Ele vai matar todos que acha que não têm nada a contribuir para o seu mundo sem morte.”

“Tudo morre, um dia. O ciclo de vida e morte é o que traz força e continuidade.”

“Este é o último dos segredos do Santuário, aquele que a Morte carrega consigo, e agora também sabe disso.”

“A Morte deveria estar acima das fraquezas dos mortais.”

Aleatoriedades

  • Fiz a leitura do ebook em parceria com a autora Thais Lopes, que acabei descobrindo ser uma conterrânea boa demais de prosa! Obrigada pela confiança, por ouvir meus singelos surtos e pitacos! E talvez, acho que jamais vamos concordar sobre os pronomes oblíquos.
  • Esse livro ganhou de qualquer outro no quesito ‘difícil de fotografar‘! Claro que ebooks são sempre mais complicados que livros físicos, mas de modo geral, sempre adapto essa questão. Mas a capa colorida desse, apesar de bonita, não me ajudou em nada, não conseguia montar a paleta de cores e acessórios para a foto… ahaha Fui vencida e usei o Kindle, para a capa ficar em p&b e a coisa toda funcionar… rsrsrs
  • Bella Cullen e Jacob estão aí para representar Kelene e Lucio, mas, na minha cabeça, Lucio dá de mil em Jacob… ahaha Queria só frisar que sou team Edward! Sou sempre team vampiros, é claro!
  • A vela derramada foi um acidente, não repitam esse tipo de coisa, especialmente com papéis e fios envolvidos! Sério! A vela quando derramou já estava apagada, mas poderia danificar e fazer queimar coisas que não devia. Mas, como tudo sobreviveu, é claro que não resisti e saíram dois cliques…

Ciclo da Morte, o conto Revelação e outros títulos da autora estão disponíveis na Amazon e também pelo Kindle Unlimited.

Que a Força esteja com vocês!

xoxo

Assistindo: Série Os Doze Macacos

  • Luana Souza

    Em 25.05.2018

    Volta e meia eu me pego imaginando como seria o mundo se fosse repleto de criaturas mágicas como nos livros *-*
    Oi, Rê!. Toda vez que venho aqui adiciono um novo livro à minha lista de indicações literárias. Não é segredo que eu amo fantasia, e fiquei com vontade de sair correndo do computador para ir procurar esse livro no Kindle e começar a lê-lo. Mesmo esse negócio de vampiro me soando muito como Crepúsculo (sorry, mas eu não gosto haha), a história parece ser incrível! As quotes são maravilhosas <3
    Suas fotos ficaram lindas, mesmo com a dificuldade de fotografar hehe. Eu nem me arrisco muito a fotografar e-books porque sei que ia passar raiva.
    Beijos :*

  • Retipatia

    Em 25.05.2018

    Oi Luh!
    Ahhh sabe que eu também volta e meia me pego nesses devaneios… ahaha São boas ideias, essas, com certeza!
    Esse livro é bem legal e gostei muito do fato de ter esse mundo alterado pela presença de seres sobrenaturais. E não se preocupe, pode correr e ir lá fazer a leitura! ehehe E garanto que não tem nada de Crepúsculo na história, não se preocupe! ehehe As quotes mostram bem a ambientação do livro!
    Feliz que gostou das fotos, essas foram uma verdadeira saga! eheheh Certeza que se você fizer, vão ficar lindas demais! <3
    Obrigada pela visita!
    xoxo

  • Claudia

    Em 25.05.2018

    Oi Renata
    Não conhecia este livro, nem a escrita da Thais Lopes.
    Achei a sinopse bem interessante. Adoro livros com capítulos intercalados pelos personagens e com bons personagens secundários.
    Adorei suas fotos, você sempre arrasa!
    Dica anotada
    Bjks mil

  • Retipatia

    Em 25.05.2018

    Oi Claudia!
    Ah super vale a pena conhecer a escrita e o trabalha do Thais! É bem legal conhecer outros personagens que não são primários na trama e ver como afetam e se sentem sobre isso! Feliz que gostou das fotos! <3
    Obrigada pela visita!
    xoxo

  • Bruna Bueno

    Em 25.05.2018

    ooi tudo bem ?
    confesso que o nome nao me atrairia para comprar o livro mais lendo sua resenha vi como a historia do livro é complexa e envolvedora voce conseguiu ressaltar momentos do livro que prende o leitor e com certeza gostei de conhecer o livro

  • Retipatia

    Em 25.05.2018

    Oi Bruna, tudo bem e contigo:
    Sim, a histórias tem vários elementos super legais e a leitura super prende! Espero que consiga ler!!! <3
    Obrigada pela visita!
    xoxo

  • Lunna

    Em 25.05.2018

    ok. Eu adoro vampiros, mas não sou fã da série crepúsculo, que eu li sem empolgação, mas li. Dito isso, vamos adiante. Acho super estranho quando vampiros e seres mágicos aterrissam no Brasil. pausa para a gargalhada. Sei lá, na minha cabeça-mente-perturbada não combina. Irlanda, Londres, Berlim, até Nova Iorque, mas abaixo da linha do Equador, fico sempre com uma sensação de que o personagem estava em uma história e veio cair aqui por engano. A louca… eu!
    Mas eu delirei aqui ao imaginar os acordos feitos pela Morte. Dio santo. Navalha afiada e a pele a espera do corte. ops. Eu não disse isso. rs

    Vou fugir antes que eu diga mais alguma bobagem… rá
    bacio

  • Retipatia

    Em 25.05.2018

    ahaha eu entendo, Crepúsculo é um detalhe à parte na minha vida, eu posso usar a escusa de que era adolescente e tudo o mais… ahaha Seguiremos adiante também. Eu entendo a estranheza, às vezes me pegava com essa ideia, de que não cabia, mas achei que acabou dando um tom descontraído a história toda. A parte dos acordos é bem interessante, mas guarde a navalha, é melhor assim… rsrsrs
    xoxo

  • Dai Castro

    Em 25.05.2018

    É super interessante encontrar uma conterrânea assim, né? A autora parece realmente boa de proza haha
    Acho que esse tipo de fantasia é aquele tipo de história que me prende! Até porque as minhas obras preferidas da vida reune esse toque fantástico de seres sobrenaturais e multiverso!
    Fotografar e-books é realmente um desafio, por isso o meu amor pelos físicos quando possível é a minha opção! Mas amei os cliques e combinou bastante com o tom da postagem!
    Mais um livro que adoraria conhecer! Esperarei as resenhas dos demais livros da trilogia!
    Um beijo!
    Colorindo Nuvens

  • Retipatia

    Em 25.05.2018

    Oi Dai!
    Sim, é uma delícia! Eu adorei a prosa fácil, a facilidade de eu ir até o Facebook pentelhar toda vez que deu vontade durante a leitura e a essa coisa de se passar na minha city! ehehe Foi uma leitura super leve e que deu aquela aliviada na fila, nada tenso, uma aventura, uma fantasia, um mistério e umas surpresas. Foi um bom passeio mesmo!
    Ahh eu sempre prefiro os físicos também, pegar, sentir o cheiro, textura, folhear… sem igual! ahaha Mas, e-books me fizeram ler bem mais e, acaba que muitos não tem versão física, então, preciso me virar nos trinta aqui… ahahaha
    Assim que sair os próximos falo deles aqui também! <3
    Obrigada pela visita! <3
    xoxo

  • Samara Salles

    Em 25.05.2018

    Amei!!!

    Excelente artigo!

    Sempre com artigos excelentes, com bastante informações e dicas extraordinárias.

    Parabéns!

    Visite Meu Blog : Sonho da Loteria

  • Retipatia

    Em 25.05.2018

    Oi Samara!
    Obrigada, feliz que gostou e obrigada pela visita! 🙂
    xoxo

  • Fernanda Akemi Pedotte

    Em 25.05.2018

    Olá!!

    Eu adoro livros com elementos sobrenaturais!! Só mesmo Crepúsculo que não foi pra mim, pelo contrário.
    Gostei da premissa desse, sempre fico imaginando o mundo sendo invadindo por vampiros e no que ia dar. Meio loucura, né? hahaha
    E, apesar de você falar sobre a dificuldade com as fotos, elas ficaram maravilhosas! Mesmo a da vela derramada, ainda bem que não houve nada mais sério. Como sempre, arrasou! Adoro suas fotos!

    bjs

  • Retipatia

    Em 25.05.2018

    Oi Fê!
    Eu acho que Crepúsculo nunca será uma boa referência, eu li na época que lançou e adorei, mas sei que hoje não teria jamais a mesma visão que tive à época… kkk
    Esse mundo que a Thais criou ficou bem legal, cheio de criaturas, incluindo os vampiros e toda uma dinâmica se alterou. Ficou bem legal mesmo, eu também viajo na maioneses pensando em como seria o mundo assim! rsrsrs
    Obrigada, feliz que gostou das fotos, eu fiz um outro cenário que não deu certo e depois fiz esse, que combinou com o ebook em P&B. A vela é só meu desastre natural agindo… ahahah <3
    Obrigada pela visita!
    xoxo

  • Mariana Ferrari

    Em 25.05.2018

    Rê, confesso que nunca tinha ouvido falar nesse livro… é tão bom conhecer livros novos e de editoras independentes. Gostei muito da dica. As suas fotos ficaram incríveis! Muito lindas! hahaha. Vou tentar ler esse livro sim, mas fiquei triste que ainda não saiu o resto da trilogia… Mas, vou anotar pra continuar a trilogia depois, kkkk.
    Beijos! Lindo blog!

  • Retipatia

    Em 25.05.2018

    Oi Mariana!
    Sim, eu conheci a autora pelo Facebook e foi uma ótima descoberta! Cada vez mais eu conheço autores independentes e tenho muitas surpresas incríveis! <3
    O restante da trilogia sai logo logo no mês junho e vai dar pra ler tudo seguidinho!!! <3 <3 <3
    Obrigada, feliz que gostou daqui!!! <3
    xoxo

  • Luly Lage

    Em 25.05.2018

    Eu simplesmente AMO livros que se passam em Belo Horizonte. É tão gostoso visualizar exatamente o que as personagens estão fazendo aqui no meu “habitat natural”! Sempre fico já com o “pé a frente” quando vejo que a história é aqui!

    E cara… Haja criatividade para criar uma trilogia com temática fantasiosa assim e ainda por cima uma PREQUEL! Thaís arrasou! Nem li os livros dela e já admiro pacas!

  • Retipatia

    Em 25.05.2018

    Oi Luly!
    Menina, exatamente essa a sensação durante a leitura, pensando na UFMG, nos bairros, nos lugares da cidade, foi muito bom! E deu um clima a mais pra eu gostar da história!
    Eu pensei a mesma coisa sobre tanta criatividade, tava quase pedindo um cadinho pra ela, mas lendo, a gente percebe as aberturas da história e dá pra ficar bem curiosa para a leitura e conhecer tudo! <3
    Obrigada pela visita!
    xoxo

  • Patricia Monteiro

    Em 25.05.2018

    Acho muito bacana que uma autora brasileira transite pelo universo fantástico dos seres sobrenaturais, é um novo ponto de vista para histórias já conhecidas. Pela sua resenha sinto que esse livro cumpriu lindamente esse papel. Da série Crepúsculo nunca fui fã, mas amo os livros das Crônicas Vampirescas de Anne Rice. Ah, e as fotos lindas, como sempre! Até o esmalte combinou!

  • Retipatia

    Em 25.05.2018

    Oi Patricia!
    Com certeza! Adoro o fato dela valorizar o nosso canto e, especialmente, trazer ideias diferentes para o que já conhecemos. É uma leitura leve e agradável, que cumpre o papel de entreter e sem ser um livro denso, é tipo remédio contra ressaca literária! eheheh Eu já li alguns dos livros da Anne Rice e gosto muito do estilo e da escrita dela, especialmente em como ela trata os vampiros! ehehe
    Obrigada, feliz que gostou das fotos!!! ehehe Os esmaltes casando é só um detalhe, porque eu não vario muito as cores kkkkk
    Obrigada pela visita!
    xoxo


CAPTCHA Image
Reload Image

%d blogueiros gostam disto: