Névoa ♥ Lenmarck Andrade

Em 15.03.2018   Arquivado em Resenhas

Bem-vindos e bem-vindas à Névoa, um lugarejo inexistente no mapa, em que seus habitantes vivem apartados do mundo contemporâneo e rodeados por uma floresta, digamos, um tanto quanto morta. Ou horripilante, talvez seja uma palavra mais condizente.

Névoa

Autor Lenmarck Andrade

Publicação Independente

Sobre o Autor

Lenmarck Andrade, 24 anos, romancista, contista e estranhamente obcecado por florestas encantadas, principalmente por nunca conseguir encontrar uma. Acredita no poder da ficção para contar histórias reais e que nem todos os corvos são mentirosos. É autor do romance Névoa, história que surgiu em um dia aleatório quando acordou debaixo da cama no meio da noite.

Sinopse

“As raízes se aproximam, e com elas vêm o frio e a insanidade. Árvores tombando pelas ruas, a seiva escorrendo de seus troncos flácidos e um farfalhar enraivecido derrubando todas as folhas. Não haverá sol ou lua, e o nevoeiro abraçará todos enquanto as estrelas são esquecidas. A árvore solitária encontrará seu algoz e a vida terá um novo significado para o que sobrar. O passado irá se sobrepor ao presente e as mágoas escorrerão junto ao sangue e as lágrimas dos que falharam… É isso o que vejo”.

Em Névoa, uma vila isolada do resto do mundo, Dave, Lílian, Alan, Bruce e John decidem desvendar os mistérios da Floresta Morta, um lugar sem vida que cerca o vilarejo carregando uma neblina indissipável. Porém uma sequência de eventos, que leva à morte de um deles, os obriga a tomarem caminhos distintos e os jovens acabam crescendo separados e sem respostas. Então, quinze anos depois, Lílian, a única que nunca deixou Névoa, desaparece misteriosamente. Os amigos decidem retornar para sua antiga morada em busca de respostas após serem misteriosamente informados do ocorrido.

Agora, vistos sob um olhar xenofóbico pelos moradores de sua terra natal, os três amigos retornam às suas raízes para investigar o que pode ter acontecido com Dave e Lílian, enquanto são perseguidos pelo seu passado, enfrentam complicadas reconciliações familiares e são vigiados pelos olhos ardilosos do Conselho.
Quem está por trás das mortes e desaparecimentos? Quais os mistérios de Névoa e o que se esconde por detrás da neblina que abarca a Floresta Morta?

Névoa

Um casal de forasteiros chega a Névoa, perdidos do caminho real que desejavam realizar. Mesmo com a aparente ausência de hospitalidade dos moradoras da vila, decidem ficar e desbravar a floresta adjacente, chamada pelos moradores de Floresta Morta.

Desaparecidos.

Anos iriam se passar até que a história volte à cena.

“Névoa, a vila que surgiu, foi batizada, em virtude da densa neblina que permeava a região, como um grande e ralo manto branco ondulando sua opacidade.”

Em uma aventura pueril, cinco jovens amigos decidem entrar na Floresta Morta e, de lá, apenas quatro saem com vida. Quinze anos seriam necessários para que John, Bruce e Alan retornassem ao lugarejo ao qual partiram, quando são todos cientificados do desaparecimento de Lílian, a única que permaneceu vivendo em Névoa.

“Folhas caídas permanecem mortas – ele murmurou para ela de forma quase impercebível e, finalmente, saiu do estabelecimento bufando, a passos pesados.”

O passado de cada um deles se entrelaça: não apenas querem respostas do que aconteceu há quinze anos e os fez abandonar a vila, após a morte de Dave na Floresta, como também querem saber o que aconteceu com Lílian.

“A maior parte do grupo tremia como vara verde com a proximidade da floresta. E, à sua entrada, mesmo sendo dia, era difícil dizer se o sol ainda brilhava no céu. A névoa estava muito densa e dificultava a visão, mesmo a poucos metros de distância das árvores.”

O principal problema que enfrentam é que os membros da vila não estão nem um pouco dispostos a ter suas vidas investigadas, os três são vistos como forasteiros e precisam tomar cuidado com o Conselho, responsável pelas decisões e ordem do local.

“Floresta Morta. Não podia dizer que fosse um nome mal escolhido. Não parecia haver qualquer resquício de vida no local. Não havia animais ou mesmo insetos, e até o vento parecia morto. Ainda, um silêncio profundo residia na floresta, e os únicos sons propagados no local eram o estalar de passos e alguns gritos inseguros e trêmulos buscando por alguma resposta do casal perdido.”

Quanto mais investigam, mais descobrem sobre o passado das pessoas, do lugar e sobre os mistérios que rodeiam a Floresta, assim como o enigmático evento que levou a morte de Dave. Mas a Floresta Morta têm vida própria e, além dos membros da vila que os desejam fora das terras que já lhes fora lar, os três amigos precisam lidar com acontecimentos que vão além da razão humana…

“Creio que você esteja um pouco atrasado. É melhor partir antes que não possa mais ser capaz de seguir em frente.”

Impressões sobre Névoa

O gênero mistério, levemente regrado ao terror, nunca teve presença marcante nas minhas leituras. Névoa foi uma das primeiras experiências e, que leitura! Do começo ao fim do livro, a história manteve-se interessante, cheia de mistérios a serem desvendados, pistas que nos levam a várias suposições, revelações surpreendentes e um final que não poderia ter sido melhor articulado.

“Névoa não ficava na estrada principal. Na verdade, o caminho para a cidade, a partir da avenida mais próxima, era quase imperceptível, a não ser para quem tivesse conhecimento dele. A passagem para a estrada que levava a Névoa era estreita e cercada por florestas. Grandes árvores tombavam suas vastas folhagens para a entrada do desvio que levava à estrada que cortava Névoa, escondendo-a de olhos pouco atentos.”

A história de Névoa é bem trabalhada, há todo um passado sobre o local que nos faz perseguir os rastros e imaginar quantas coisas já não se passaram naquele pedaço de terra que, apesar de se chamar Floresta Morta, dá indícios de ser um ser autônomo e vivo. Um personagem-figura-de-linguagem perfeito.

“Me disseram que ela estava morta. E a pessoa que lhe enviou esta carta é a mesma que me comunicou do ocorrido. Por que meu irmão daria notícias diferentes a nós dois?”

A narrativa também não deixa a desejar, tem fluidez e, sem procurar rebuscar o texto de maneira desnecessária, dá tom às conversas de maneira verdadeira e faz com que detalhes sejam imaginados com precisão e dão ótima ambientação ao local e a cada personagem.

“Não vos inquieteis pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo.”

Em falando dos personagens, são todos enigmáticos à sua maneira. O trio de amigos, um deles se tornou padre, o outro famoso historiador e terceiro uma espécie de aventureiro errante. Os acontecimentos de quinze anos atrás não permaneceram no passado, seguiram como uma corda amarrada à Névoa, que, uma hora acabaria por encurtar e levá-los de volta.

“Tudo começou porque alguém achou que poderia intervir no curso natural das coisas. Porém, na realidade, não temos o poder para mudar nada.”

Mas há também aqueles que nos são apresentados por suas vidas em Névoa: o caçador renegado, a garota aparentemente arrogante, os chefes do Conselho… todos vivendo em uma espécie de teia que é alimentada para sobrevivência da vila e, ao mesmo tempo, enveredada de segredos e mentiras.

“Algo quebrou o ciclo. As regras mudaram. É difícil prever o que pode acontecer agora.”

Além das revelações que a história traz, há muitas nuances dos personagens, ora se apostando em que sejam uma coisa, para então, se revelarem algo totalmente diferente. E há ainda o elemento fantástico de toda a história, a vida sublime que parece permear na Floresta, que causa sérias confusões nos sentidos de quem se atreve a adentrá-la.

“A árvore solitária é a mais fácil de ser derrubada. Outro desenho aplainou seus pensamentos. E, no fim, não somos nós apenas árvores solitárias esperando pelo fio do machado?”

Mais que um livro de mistério, Névoa trabalha a ideia de acreditar, de lucidez, do imaginário, do poder do conhecimento, da verdade, da manipulação. Fala do próprio poder. Das ações impensadas, da perda e de quem nós somos. Mas, principalmente, sobre medos, sobre o passado, sobre o que nos prende à ele.

“A névoa mexe com as pessoas.”

Depois que finalizei a leitura, por vários dias me pegava pensando no desfecho, nas possibilidades a partir dali, e no próprio destino de cada um dos personagens. E, durante a própria leitura, tive momentos de raiva, angústia e surpresa. Sim, quis xingar e bater no autor em alguns momentos (ahaha), mas como adoro histórias que não se enquadram na melhor definição de ‘e viveram felizes para sempre‘, tudo valeu a pena, especialmente porque a história encontra, na profundidade que proporciona, uma mensagem bem maior que o simples entretenimento.

“As raízes se aproximam e com elas vêm o frio e a insanidade. Árvores tombando pelas ruas, a seiva escorrendo de seus troncos flácidos e um farfalhar enraivecido derrubando todas as folhas. Não haverá sol ou lua, e o nevoeiro abraçará todos enquanto as estrelas são esquecidas.”

Lenmarck me ganhou como leitora fã pela criatividade, perspicácia e surpresas que conseguiu imprimir à Névoa, mas também por todos os pequenos detalhes que fazem do romance um livro completo. A leitura é mais que recomendada e, em especial para quem quer experimentar o gênero e não curte livros longos, Névoa é um livro curto e é garantia de ótimo entretenimento.

“A árvore solitária encontrará seu algoz e a vida terá um novo significado para o que sobrar. O passado irá se sobrepor ao presente e as mágoas escorrerão junto ao sangue e lágrimas dos que falharam…”

Aleatoriedades

  • A leitura de Névoa foi recomendada pela minha chuchu Má, do Resenhando por Marina (tem resenha no blog dela também!) e, simplesmente amei! Foi incrível conhecer o autor e essa obra incrível! Em breve irei ler suas outras disponíveis!
  • Foi uma tarefa complicada fazer essas fotos com uma pseudo-névoa… ahaha Além de quase me queimar, tive que pedir intervenção à santa protetora dos Kindle pra não estragar o meu com tanta sujeira… ahaha Entre mortos e feridos, todos sobreviveram…
  • O Lenmarck também inaugurou recentemente seu podcast com Fábio Andrade, chamado Barzinho dos Andrade, em que serão discutidos temas literários. O primeiro capítulo já está disponível, conferi e adorei! Eles arrasam! Boralá conferir também (clique aqui!)!

O ebook de Névoa e dos outros livros do autor estão disponíveis na Amazon e também pelo Kindle Unlimited!

Que a Força esteja com vocês!

xoxo

Ouvindo: Dog Days Are Over – Florence + The Machine

  • Ana Carolina Domingues

    Em 15.03.2018

    Que história interessante, vou colocar na minha meta de leitura. Adorei as fotos que você tirou, ficaram incríveis

  • Retipatia

    Em 15.03.2018

    Oi Ana Carolina!
    Ah depois que ler me conta se gostou, o livro é muito bom e vale super a leitura! <3 Feliz que gostou das fotos! <3
    Obrigada pela visita!
    xoxo

  • Milena Amábile Souza

    Em 15.03.2018

    Oiii! Que texto incrível, que história maravilhosa (digo isso porque amo qualquer coisa de mistério, terror, horror, ou qualquer coisa do gênero). Não conhecia este livro mas agora com toda certeza irei procurá-lo para ler! Parabéns o post está perfeito (em meu ver é claro). Simplesmente amei! Beijitos!

    Milena- No mundo da Lua

  • Retipatia

    Em 15.03.2018

    Oi Milena!
    Ah se você curte o gênero, tenho certeza que vai amar essa leitura, vale muito a pena! <3 Obrigada, fico feliz que tenha gostado da resenha!!! <3 <3
    Obrigada pela visita! <3
    xoxo

  • Isabella Proença

    Em 15.03.2018

    Oxe, tenho tanta coisa pra falar sobre essa postagem que tô até perdida (sem exageros).
    Primeiro: tô te seguindo no G+ e assinei sua newsletter (provavelmente quando terminar de escrever esse comentário irei te adicionar e seguir em todas as redes sociais possíveis).
    Segundo: tu escreve tão lindo que enquanto de lia fiquei sorrindo igual uma babaca.
    Terceiro: tua resenha foi tão boa que me convenceu a ler o livro e ficar ansiosa por ele (estou terminando de ler o livro Ansiedade do Augusto Cury atualmente, ironias do destino hahahahahahahaha).
    Quarto: que fotos são essas, meu Deus? Fiquei horrorizada de tão lindas, sério!
    Quinto: ao ler a parte de aleatoriedades dei muita risada porque mesmo tendo achado as fotos maravilhosas quando vi que se tratava do teu kindle BRANCO no meio das folhas me deu um aperto poético no peito! Kkkk. Comprei o preto mesmo achando o branco mil vezes mais bonito porque fiquei morrendo de medo de sujar (do jeito que sou uma pata).
    UFA! Acho que é isso! Kkkk.
    Parabéns, mulher! (Li no teu perfil que tu é formada em Direito e tudo fez sentido!!! :D)
    Beijos

    Me chama de Bella

  • Retipatia

    Em 15.03.2018

    OMG, eu é que tô aqui transbordando alegria depois de ler seu comentário, Bella!
    1º: obrigada por seguir o blog, fico feliz demais com isso, tu não faz nem ideia! <3
    2º Own nem sei o que dizer, obrigada mesmo!!! <3
    3º: ahahaha Okey, respira fundo e, depois, vai ler Névoa! Merece a leitura! <3
    4º: ahhh que amor saber que gostou das fotos, tentei 'ambientar' a história… kkkk
    5º: Eu também acho o branco mais bonito, daí, mesmo pela praticidade do preto, não consegui olhar só o lado de que o pretinho não ia sujar e tal… ahaha Daí eu invento esse tipo de coisa e fico pensando: se fosse o preto não teria tanta dor no coração! kkkk
    Muito obrigada pelo carinho e pela visita, Bella! É sempre muito bem-vinda aqui! <3
    xoxo

  • Erika Monteiro

    Em 15.03.2018

    Oi Rê, tudo bem? Gente que incrível suas fotos. Fiquei apaixonada pela maneira como você tentou demonstrar o “cenário” do livro. Engraçado, sempre que leio algo tento criar determinada cena em minha mente, mas nunca parei pra pensar como seria criar um lugar assim tão assustador (risos). Meus gêneros de literatura favoritos são policial e mistério justamente por trazer todo esse ar de enigma, de trabalhar nossa mente e nos fazer pensar. Faz bastante tempo que assisti um filme com esse nome, lembro que era em espanhol. O cenário se parece um pouco com o que você tentou recriar. A névoa de noite causa ainda mais “pânico” haha No meio dos barcos, da floresta, sempre parece que tem alguém nos seguindo. Sua resenha ficou incrível. Ótima indicação. Beijos da corujinha, Érika =^.^=

  • Retipatia

    Em 15.03.2018

    Oi Érika!
    Ah feliz que gostou das fotos!!! <3 Sempre tento, ainda que de maneira sutil dar essa ambientada conforme a história e acho que esse livro pedia algo assim eheheh Não conheço o filme, mas vou procurar para me inteirar sobre ele! E a Névoa é mesmo traiçoeira, enigmática e muito muito maligna! ahaha
    Que bom que curtiu a indicação e obrigada pela vista e pelo carinho! <3
    xoxo

  • Diovana

    Em 15.03.2018

    Oi, Rê

    Nossa, não preciso nem dizer o quão linda estão tuas fotos, essa pseudo-névoa foi o mais incrível, ambientalizou bastante as fotos. Eu ri muito com as tuas aleatoridades e o medo de pôr fogo em tudo hahaha, mas foi com respeito, viu?

    Eu quero muito ler o livro agora por conta da tua resenha, o nome me chama a atenção, a resenha é intrigante, as frases maravilhosas e sua resenha me deixou muito curiosa. Amo mistério, amo ficar curiosa, amo coisas que me fazem morrer de ansiedade para descobrir. Então, muito obrigada pela indicação, com toda certeza vou ler.

    PS: Muito bom quando a gente tenta coisas novas né? E se aventurar nos diferentes gêneros de leitura é uma descoberta incrível <3

    Beijos da PINGUIM TAGARELA

  • Retipatia

    Em 15.03.2018

    Oi Diovana!
    Ahh obrigada, preciso confessar que me amarrei nessas fotos! ahahaha Eu só não estava morta de medo de colocar fogo porque estava usando um incenso, daí era um pouco mais de boa kkkkk E pode rir à vontade, as aleatoriedades são pra mostrar minhas eventuais sandices mesmo! kkkk
    Tô felizona que a resenha te deixou interessada na leitura, eu amo quando isso acontece! <3 E também adoro desbravar novos estilos de leituras, esse ano estou me propondo a mais coisas assim e estou amando!!! <3
    Obrigada pela visita e pelo carinho! <3
    xoxo

  • Victória Cardoso Ferreira

    Em 15.03.2018

    Oii! Me convenceu!

    Eu gosto da temática do livro, mas tem tantos livros com uma temática semelhante que não me chamam nenhuma atenção…Esse eu comprei a ideia kkk Gostei bastante da sua resenha e fiquei beeem interessada na leitura, tenho a impressão que vou curtir muito esse livro!

  • Retipatia

    Em 15.03.2018

    Oi Victória!
    Ahh que bom saber que a resenha te convenceu pela leitura! Eu gostei muito e, apesar da ideia de que o roteiro pode ser tradicional, os detalhes, reviravoltas e personagens foram bem trabalhados e deixaram a história super completa!!! <3 <3 <3
    Obrigada pela visita!
    xoxo

  • Gislaine

    Em 15.03.2018

    Rê, devo admitir que meu primeiro pensamento foi para a sobrevivência do Kindle! Já estava agoniada aqui, pensando no perigo dessa sessão de fotos ⎼ mas existem sacrifícios que vêm para o bem, já que ficaram maravilhosas e completamente no tom da narrativa! Gosto muito de livros com essa pegada de mistério e um bocado de terror, então Névoa COM CERTEZA entra nos meus desejados desse ano!
    Gislaine | Literalize-se

  • Retipatia

    Em 15.03.2018

    Oi Gis!
    Ahhh imagina eu enlouquecida fazendo isso! ahaha Caía farelos de mato, cinzas do incenso… ahaha uma maravilha! Feliz que todo o desespero foi recompensado com o resultado das fotos! eheh
    E se curte o estilo, vai em frente e leia! Me surpreendi com a leitura e acho que você vai gostar muito muito! <3
    Obrigada pela visita!!! <3
    xoxo

  • Evilin Ram

    Em 15.03.2018

    Nossa me lembrou muito Sherlock Holmes em um Estudo em vermelho, agora deu vontade de ler rsrs olha só a judiação que vc me faz hahaha minha meta de leitura não sei o nde vai parar rs

  • Retipatia

    Em 15.03.2018

    Oi Evilin!
    Ah nunca li nenhuma das história do Sherlock, acredita? Fiquei com vontade agora! ehehe Você também acaba de fazer minha lista aumentar, estamos quites! ahahaha
    Obrigada pela visita!
    xoxo

  • Kammylla Riquelme

    Em 15.03.2018

    Oie! Sabe o que me lembrou o livro? It, tem um contexto também surpreendente que pega a gente de jeito. Desde o começo da tua resenha me senti presa até ler até o final, é raro isso, raro resenhas atraírem tanto um leitor deixando essa vontade de acompanhar o livro, apenas com as palavras tu me deixou extasiada pra comprar.
    Parabéns!
    Xoxo

  • Retipatia

    Em 15.03.2018

    Oi Kammylla!
    Ahh eu ainda não li It! ehehe Já comecei, mas acabei passando outros na frente e acho que deve pegar de jeito mesmo, porque continuo super curiosa pra continuar! ehehe Fico muito feliz em saber que a resenha também conseguiu te segurar do início ao fim, ela está só refletindo o amor pela leitura de Névoa!!! <3 Quando ler me conta se gostou! ,3
    Obrigada pela visita!
    xoxo

  • Camyli Alessandra

    Em 15.03.2018

    Oi Rê!
    acho que o meu comentário anterior sumiu… Não sou uma leitora acidua desse genêro. Porém, alguma coisa dessa resenha me fez querer devorar essa história. Adorei a conposição das fotografias e fiquei aprensiva com um possivel acidente hehehe

    xoxox

  • Retipatia

    Em 15.03.2018

    Oi Camyli!
    Os comentários ficam aguardando liberação, por isso não aparece logo que comenta. 🙂
    Eu também não sou grande leitora do gênero, mas o livro conseguiu despertar uma vontade louca de conhecer e ler mais histórias do tipo! Vale muito a pena! Feliz que tenha gostado das fotos e, nenhum Kindle foi maltratado durante elas! ehehe
    Obrigada pela visita!
    xoxo


CAPTCHA Image
Reload Image

%d blogueiros gostam disto: