Posts de janeiro de 2017

Conto ♥ Call It Magic

Em 31.01.2017   Arquivado em Contos

Leia ouvindo: Call It Magic – Coldplay

Um suspiro ruidoso, difícil, forçado. Foi o último, de toda forma. Minha memória auditiva nunca funcionou tão bem. Mas este não é o tipo de som que se esquece. É do tipo que fica gravado, desejando ou não.
– Está pronta? – O som da voz de Clara me desperta.
Balanço a cabeça em positivo, mas respondo mesmo assim.
– Sim, estou pronta.
Saímos de casa e o vento está abafado do lado de fora, dentro do sedã está, literalmente, um forno.
Ligo o ar condicionado e deixo as janelas abertas até o ar abafado se dispersar. Assim que o ar melhora, subo as janelas. Clara liga o rádio, mas aperto o botão para desligar logo em seguida.
Ela suspira contrariada e começa a mexer em seu Smartphone. Adolescentes são assim, suponho. Não lembro particularmente de como eu era, ainda mais porque, na minha época, não existiam tantos aparelhos eletrônicos. Não que isso justifique qualquer coisa.
O caminho é ensolarado e dirijo por quatro horas seguidas, parando já quase na hora do almoço. O ar está ainda mais abafado aqui.
Nos sentamos no restaurante de beira de estrada e um rapaz que deve ter a idade de Clara nos entrega os cardápios com a expressão mau humorada.
Ela escolhe batatas e um sanduíche e eu peço o mesmo. Não estou com fome realmente, não tenho fome há muito tempo.
– O que eles fazem, de especial? – Ela pergunta.
– Quem? – Às vezes não sei se ela está falando comigo ou com seu telefone.
– O circo, ou seja lá o que for que estamos indo ver.
– Não é um circo, é um parque. – Corrijo.
– E o que têm de especial nele? Pesquisei e não vi nada legal, nem um pouco próximo do Cirque du Soleil.
Mimada.
– Não, não tem. Não é um circo, Clara.
– Mas você disse que era mágico. Você usou exatamente esta palavra.

(mais…)

Persuasão ♥ Jane Austen

Em 29.01.2017   Arquivado em Resenhas

Bom dia, tarde e noite folks!

Quase finalizando as resenhas pendentes do ano passado, hoje é dia de falar de um clássico do romance de época. E, adianto, Jane Austen conseguiu me cativar de tamanha maneira que me pergunto, por quê cargas d’água, nunca li nada dela antes.

Para quem não sabe, Jane Austen foi uma escritora inglesa, que viveu de 1775 a 1817, tendo produzido obras que são celebradas até hoje, como Orgulho e Preconceito, Persuasão e Razão e Sensibilidade. Já foi considerada por alguns como uma escritora conservadora, mas hoje em dia já se reconhece a grande perspicácia de suas obras e os questionamentos presentes, em especial no que diz respeito ao papel da mulher na sociedade.

Título: Persuasão  (edição com três obras da autora, incluindo também Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade).

Autora: Jane Austen

Editora: Martin Claret

Contracapa: O fascínio que os escritos de Jane Austen exercem, mais do que se manter, torna-se maior no curso do tempo. A obra desta aclamada escritora tem sido constantemente adaptada para o teatro, o cinema e a televisão. Nos meios acadêmicos, tem gerado abundantes e fecundos estudos de sua dimensão estética, sociológica e histórica. Em vários países, inclusive no Brasil, são-lhe dedicados ativos e entusiasmados fã-clubes; e, na web, há um número assombroso de páginas que remetem a Jane Austen. Esta edição especial reúne Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito e Persuasão – três dos mais apreciados romances desta que é uma das mais lidas e amadas autoras inglesas em todo o mundo.

(mais…)

O Natal de Poirot ♥ Agatha Christie

Em 26.01.2017   Arquivado em Resenhas

Bom dia, tarde e noite pessoal!

Quinta é dia de resenha literária e hoje escolhi mais uma das leituras que fiz no fim do ano e que acabaram sem espaço aqui. O escolhido é O Natal de Poirot, da rainha do crime Agatha Christie.

Título: O Natal de Poirot

Autora: Agatha Christie

Editora: L&PM Pocket

Sinopse: Simeon, o patriarca dos Lee, resolve convidar todos os filhos para comemorar o Natal na luxuosa mansão da família. É hora de eles deixarem os ressentimentos de lado e visitarem o velho pai. Mas aparentemente as intenções de Simeon não são nobres. Ele quer se divertir às custas do ganancioso grupo de familiares. Tudo começa com algumas alterações em seu testamento… e termina com um assassinato, em um quarto trancado por dentro. Quando Hercule Poirot oferece ajuda para solucionar o caso, encontra uma atmosfera não de luto, mas de suspeitas mútuas.

(mais…)

Collateral Beauty

Em 25.01.2017   Arquivado em Reassistindo por Aí

Bom dia, tarde noite everyone!

Saí da pré-estréia de Beleza Oculta completamente embasbacada e com olhos ainda úmidos (sim, eu a pessoa que não chorava em absolutamente filme algum… a idade vai chegando e a gente muda, essa é a realidade). A impressão que o filme me deixou foi tão marcante e bonita que resolvi fazer um post extra aqui pro blog (já que estou mantendo o esquema de postagens domingo e quinta de resenhas literárias e terças livres…rs). Então, bora recomendar mais um filme:

Título em Português: Beleza Oculta

Título Original: Collateral Beauty

Estréia no Brasil: 26 de Janeiro

Estréia EUA: 16 de dezembro de 2016

Sinopse: Howard (Will Smith) entra em depressão após a morte de sua filha, com isso, ele passa a escrever cartas para os três pontos chaves que ele sempre lembrava em seus discursos motivacionais na empresa de propagando que possui com seu amigo Whit (Edward Norton): a Morte, o Tempo e o Amor. O que Howard não espera é que a Morte (vivida por Heln Mirren), o Tempo (vivido por Jacob Latimore) e o Amor (vivido por Keira Knightley) de fato respondessem, pessoalmente, suas mensagens.

(mais…)

A Boa Mentira

Em 24.01.2017   Arquivado em Reassistindo por Aí

Bom dia, tarde e noite folks!

Mais uma indicação de filme dos achados na Netflix. Na verdade, não é bem um achado porque o filme é da Paris Filmes e tem a Reese Witherspoon bem em destaque, na capa, o que já é suficiente para vender. Ainda assim, eu não conhecia o título e na Netflix você irá encontrar como ‘Uma Boa Mentira’, apesar de, em outros locais, constar como ‘A Boa Mentira’.

Título: A Boa Mentira

Título Original: The Good Lie

Disponível no Netflix

Direção: Philippe Falardeau

Paris Filmes

Ano: 2014

Sinopse: A guerra entre o Sudão do norte e do sul iniciou-se em 1983, destruindo vilarejos e devastando o país. Em 1987, milhares de crianças começam uma marcha em direção à Etiópia e depois ao Quênia, estas crianças ficaram conhecidas como ‘os garotos perdidos do Sudão’. (mais…)

Página 1 de 3123